Toda semana recebo aqui no blog perguntas sobre o uso do inglês em Malta. Se é o idioma oficial mesmo, se todo mundo fala, se o sotaque é britânico, se realmente dá pra ter uma imersão no idioma no intercâmbio. Pra concentrar essa dúvida no lugar certo, vou explicar em detalhes nesse post.

Sobre a foto acima: invejosos vão dizer que eu fiz uma montagem com a cara do Barack Obama em mim. Mas realmente fotografei o então presidente dos Estados Unidos lendo tranquilamente o Times of Malta, com a baía de Valeta ao fundo. (Ele é o principal jornal e site com notícias de Malta em inglês).

Sim, o inglês é um dos idiomas oficiais de Malta

Como tá escrito em toda a internet, na constituição da Malta e na Wikipedia, esse pequeno país tem dois idiomas oficiais, o inglês e o maltês. Mas, diferente do que dizem as agências de intercâmbio, isso não significa que 100% da população de Malta fale inglês, muito menos que falem de forma fluente.

Mas o principal idioma é o maltês

Segundo pesquisas da União Europeia, a língua maltesa é falada por 98% da população do país, enquanto apenas 88% diz falar inglês. Durante meu intercâmbio em Malta, perguntei para os malteses que conheci qual era a língua falada na casa deles. E a resposta era sempre a mesma: maltês.

Em conversas de locais, maltês é o idioma que você vai ouvir. A língua soa parecido com árabe, que foi sua principal base. Também tem influências de italiano, francês e um pouco de inglês.

Uso dos idiomas inglês e maltês no dia a dia

Por ter duas línguas oficiais, as comunicações do governo, por exemplo, precisam ser feitas nos dois idiomas. Só que no dia a dia não é bem assim. Vou citar alguns exemplos de lugares que reparei. Considerando que morei em Swieqi, cidade colada em St. Julians, uma das cidades mais turísticas de Malta (entenda onde ficar em Malta), o que ele a presença da língua inglesa. Em cidades menos visitadas, o uso do inglês é menor.

Propaganda da Cisk em St. Julians, onde estão as maiores escolas de inglês em Malta. Tudo em inglês.

• Nos pontos de ônibus,  informações estão em inglês e maltês;

• No aeroporto, as sinalizações são em inglês e maltês;

• Em restaurantes, todos os cardápios que vi estavam somente em inglês;

• Em agências de turismo, panfletos são somente em inglês;

• Na TV, vi noticiários locais somente em Maltês;

• Jogos de futebol internacional são transmitidos principalmente em inglês e italiano;

• A maioria dos jornais impressos é em Maltês.

Falar inglês é uma coisa, ser fluente é outra

Apesar de 88% da população de Malta afirmar falar inglês, as pesquisas não entram no mérito da qualidade desse inglês. Mas basta visitar diferentes lugares em Malta pra perceber que pouca gente realmente fala inglês bem. Em mercados e lojas, por exemplo, os atendentes tem um nível básico. Conseguem responder perguntas sobre preços, por exemplo. Os taxistas são os piores. Imagine então como é tentar explicar uma localização. Melhor ter o nome da rua por escrito e mostrar pra eles.

Se é assim com profissionais que lidam diretamente com turistas, imagine então como é o nível de inglês do restante da população. Mas, como vou explicar adiante, isso não é motivo para fazer intercâmbio em outro país.

Sim, se ensina inglês britânico em Malta

Um dos argumentos das agências de intercâmbio, pra vender logo o pacote, é que em Malta se ensina o inglês britânico. Isso não é uma total mentira. Realmente, as apostilas das escolas tem gramática do inglês da Inglaterra. Algumas palavras do inglês norte-americano nem são entendidas por locais e professores.

Por exemplo, se nos Estados Unidos e no Canadá se diz “elevator”, para elevador, em Malta é “lift”. Calça não se diz “pants”, se diz “trousers”.

Mas o sotaque é árabe-italiano

Durante meu intercâmbio, tive aula com três professoras nascidas na Inglaterra. E criadas em Malta. Então o sotaque delas não era 100% britânico. Nada contra, eram todas ótimas professoras. Digo isso apenas pra você chegar lá sabendo o que pode encontrar.

Se as professoras não falam inglês com o sotaque da rainha, imagine então a população em geral. De quem fala um inglês básico a quem é fluente, o sotaque é uma louca mistura de árabe com italiano. Assista a este vídeo-piada de um italiano que foi a Malta ver como é 50% do sotaque maltês:

 

É possível aprender inglês e voltar fluente de Malta

Apesar de ser um país bilíngue e nem todo mundo falar inglês em Malta, não é isso que define o aprendizado. Imagine, por exemplo, que vai fazer intercâmbio nos Estados Unidos ou na Inglaterra. Nesses países, onde todo mundo fala inglês, seus melhores amigos e parceiros de conversa serão os colegas de escola. Diariamente, vai usar uma palavra ou outra com garçons, taxistas e outros profissionais. Dificilmente alguém faz amizade com nativos. Em Malta é a mesma coisa.

Então, converse muito com seus colegas de classe e roommates. Sim, você provavelmente irá morar numa república com outros estudantes estrangeiros. Alguns terão o mesmo nível de inglês que você. Outros serão melhores ou muitos piores. Converse sem preconceitos. Como dizia uma propaganda do CCAA, solte a língua. É assim que se perde o medo de falar e começa a aprender de verdade.

Não entre em turmas de brasileiros

Esse é o maior erro de quem vai estudar inglês em qualquer lugar do mundo. Às vezes bate aquela vontade de falar na própria língua. Nessas horas, ligue para alguém no Brasil. Evite ao máximo fazer amizade com outros brasileiros. Vi colegas que passaram 6 meses em Malta e não aprenderam nada. Óbvio, afinal só se relacionavam com brasileiros ou esses eram maioria nos grupos.

Uma dica pra evitar esses grupos de brasileiros, é procurar escolas com maioria de outras nacionalidades. Por exemplo, em 2015, quando estudei na ESE, o site da escola indicava que apenas 5% dos alunos eram brasileiros. O que é pouco, visto que o Brasil é o quinto país mais populoso do mundo. Na época, a escola eram dominada por turcos, e também tinha muitos holandeses, coreanos e italianos. Algumas escolas informam esses dados. Se não, pergunte antes de fechar matrícula.

Em quanto tempo dá pra ficar fluente no inglês em Malta

Mais uma vez, depende de cada um. Além de ver gente que não aprendeu nada em mais de 1 ano, tenho um amigo que chegou sem saber praticamente nada e voltou beirando a fluência em apenas 8 meses. Isso porque ele lia livros em inglês, conversava mais com os colegas estrangeiros e prestava atenção em tudo o que via, nas aulas e no dia a dia. No meu caso, em dois meses melhorei bastante. O que não dura para sempre. Três anos depois, sem treino, já esqueci a metade.

Alguma dúvida sobre estudar inglês em Malta?

Se ainda não estiver claro qual é a língua no dia a dia em Malta, ou se tiver alguma dúvida específica sobre o uso do inglês, ou outra pergunta qualquer, é só comentar aqui abaixo. Ou veja se o que você precisa não está em algum outro artigo sobre Malta aqui no Buenas Dicas. Olha só o que já escrevi:

 

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Escreva seu comentário