Para escrever as melhores dicas de onde ficar em Cartagena, me hospedei em três diferentes bairros da cidade: Gestemaní e San Diego, dentro da cidade amuralhada, e La Boquilla, perto do aeroporto. E caminhei muito por Bocagrande, perto da praia.

Além da experiência em diversos bairros, me hospedei de diferentes formas: pousada, hotel e apartamento de temporada, alugado pelo AirBnb. Já adianto uma coisa: não existe o melhor lugar para se hospedar em Cartagena. O que existe são diferentes opções para diferentes tipos de viagem e viajante. Primeiro, é preciso entender o que é a cidade amuralhada.

A cidade amuralhada de Cartagena. Se hospedar dentro ou fora?

Muralha de Cartagena vista pelo lado de fora, da avenida beira-mar

Apesar de ser uma grande cidade com 1 milhão de habitantes, o que interessa ao turismo em Cartagena está quase tudo no centro histórico da cidade. E esse centro é cercado por uma muralha de pedras, construída pelos espanhóis para proteger sua então rica colônia de invasores como piratas, ingleses e franceses. Hoje, além de ponto turístico, a muralha se tornou o divisor da Cartagena turística com a Cartagena moderna.

De um extremo a outro da muralha, as distâncias não ultrapassam 2 quilômetros. Em no máximo 20 minutos de caminhada, se chega a qualquer lugar. (Veja o mapa de bairros da Cidade Histórica)

Nesse miolo, tudo é voltado para o turista. São dezenas de ruas abarrotadas de restaurantes, agências de turismo, hotéis, praças, lojas de esmeraldas, casas de câmbio e fotogênicos casarões coloniais. Por ser sempre cheia e vigiada, é a região mais segura da cidade.

Os 3 melhores lugares para se hospedar em Cartagena

Dentro da própria muralha existem algumas divisões, com alguns considerados melhores do que outros. Mas isso depende do ponto de vista. Vou explicar isso, indicando quais bairros tem mais vocação pra viagem de casais, jovens solteiros e famílias.

 

1. Centro e San Diego – Bairros no miolo da cidade amuralhada

É o centro do centro histórico. Se quer estar a poucos passos dos mais bonitos casarões coloniais, das igrejas mais famosas e do maior número possível de restaurantes, seu lugar é aqui. Naturalmente é a região com o maior número de serviços como agências de turismo e casas de câmbio.  Melhor para casais acima de 30 .

Resolvi colocar os dois bairros juntos porque eles são colados e muito parecidos. A principal diferença é que a região de San Diego é menos movimentada, o que leva a ser um bairro mais limpo e silencioso, enquanto o centro é caótico noite e dia. Em San Diego, a parte próxima ao bairro La Matuna é mais feia.

Porque se hospedar no Centro: é onde quase tudo acontece em Cartagena e dá pra fazer tudo a pé, como ir aos melhores restaurantes, assistir ao pôr-do-sol da muralha, sair à noite e comprar passeios no Muelle de la Bodeguita.

O lado ruim do Centro: algumas ruas são muito movimentadas e os turistas são abordados o tempo todo por vendedores de qualquer coisa, de óculos escuros a charutos cubanos e maconha. Se gosta de silêncio e tranquilidade, tem que pesquisar hotéis em ruas menos movimentadas. A região de San Diego é menos caótica. Por ter a melhor localização possível para o turismo, não é barato se hospedar aqui.

Dicas de hotéis no Centro de Cartagena: no centro do centro, perto de tudo e com preços medianos, está o Calamari Hotel. Se busca mais conforto, estilo e uma piscina (essencial em Cartagena), a dica é o hotel boutique Casa del Coliseo. Já em San Diego, numa região mais tranquila e com uma pequena piscina, a dica é a pousada Casa Macia.

 

2. Getsemaní – Bairro alternativo dentro da cidade amuralhada

Sim, o Getsemaní fica dentro da cidade amuralhada. Antes de viajar, li em alguns blogs que esse bairro ficava do lado de fora, mas isso não é verdade. Inclusive é possível subir na muralha, embora ela não seja tão bem cuidada quanto no centro. E esse aparente maltrato é a principal diferença atual do Getsemaní, antigo bairro dos escravos, para o Centro. Localizado entre o Centro e o Castelo de San Felipe. Melhor para jovens solteiros e casais abaixo de 30 .

Aqui, apesar da riqueza histórica e arquitetônica, faltou investimento e o bairro tem um ar de decadência. Só que, nos últimos anos, o Getsemaní começou a renascer e se tornou um dos lugares mais vibrantes de Cartagena, especialmente à noite.

Porque se hospedar no Getsemaní: aqui está a noite jovem mais animada de Cartagena.  De segunda a domingo, a praça da igreja e os bares ao redor ficam lotados. Pra quem não gosta de balada, a razão para se hospedar aqui é a proximidade com o Centro, em pousadas um pouco mais baratas.

O lado ruim do Getsemaní: exatamente a mesma coisa que é o melhor do bairro, o agito noturno, que deixa algumas ruas barulhentas a madrugada inteira. Depois das 22h, o caminho de 10 minutos até o centro é escuro e não me pareceu seguro.

Dicas de pousadas e hotéis no Getsemaní: pousada boutique e hostel num lugar só, o Casa Venita fica no coração do Getsemaní, no fim da rua da praça, ou seja, a uma distância raozável da barulheira. Reparei bem na sua localização porque fica perto de onde me hospedei, o Portal de San Antonio, uma pousada mais simples e barata, com um ótimo café da manhã. Pra gastar muito menos e não perder em estilo, dê uma olhada no Friends to Be, um hostel com piscina e quartos privativos para solteiros e casais.

 

3. Bocagrande – Praia e segurança fora da cidade amuralhada

É o bairro rico de Cartagena. Fica numa estreita faixa de terra entre o oceano e a baía do porto. São poucos quarteirões, onde estão alguns dos prédios mais altos da Colômbia, como o Hotel Matutina, que tem 52 andares em 202 metros de altura. Além de organizado e seguro, o bairro tem bons restaurantes, hotéis com melhor custo-benefício e a melhor praia que se pode ir a pé em Cartagena.  Melhor para famílias com crianças e gente fresca .

Mas não se anime com a praia. Apesar de ser a melhor da cidade, a praia de Bocagrande não tem nada de Caribe. As areias são escuras, o mar é barrento e a insistência dos vendedores é chata como na Playa Blanca.

Porque se hospedar em Bocagrande: bairro pra quem não abre mão de estar numa cidade normal e moderna, com shopping e tudo, além de um belo calçadão pra caminhar e correr. A praia não é a melhor, mas é possível ir a pé. Por ser fora da  cidade amuralhada, onde tudo é tombado pelo patrimônio histórico, em Bocagrande os hotéis são mais modernos e com melhor custo-benefício.

Desvantagem de Bocagrande: não tem o charme da Cidade Amuralhada e vai precisar ir de táxi para embarcar nos passeios para as ilhas e praias, como Gente de Mar e Playa Blanca.

Dicas de pousadas e hotéis em Bocagrande: pequeno, no início do bairro, ou seja, muito perto da cidade amuralhada, o La Naval é um barato hotel 3 estrelas. Um pouco mais à frente e com uma piscina cinematográfica na cobertura, está o Plaza Cartagena.  No final da península, ao redor do El Laguito, está o famoso Hilton Cartagena, que tem 5 estrelas, muitas piscinas e quartos com vista pro mar.

 

Matuna ou La Matuna, o bairro feio da cidade amuralhada

Dentro da cidade amuralhada, existe um quarto e pequeno bairro chamado Matutina. Mas, exatamente pela sua localização estratégica, cortando o centro histórico, ele tem as principais paradas de ônibus da cidade. E parece uma grande beira de rodoviária. Botecos feios, sujeira, aquele eterno clima de 25 de março. Existem boas pousadas nessa região que, por causa da localização, tem preços mais baixos do que outras de padrão similar em bairros melhores. Se encontrar algo que vale a pena, pode se hospedar e andar tranquilo durante o dia. Mas vá sabendo que a região é feia e não é segura para andar à noite.

Vale a pena se hospedar perto do aeroporto de Cartagena?

Depois de viajar para San Andrés e Bogotá, voltei a Cartagena para uma conexão, e teria que esperar a noite toda para o voo no dia seguinte de manhã. Em vez de voltar para dentro da cidade amuralhada, reservei o hotel Velik Ocean, a 5 minutos de caminhada do desembarque e mais perto ainda de um parque à beira mar (tem praia, mas é mais feia do que a de Bocagrande).

Gostei da região. Ruas residenciais, pousadas, hostels e alguns restaurantes. Jantei no La Pescaderia, e comi o melhor ceviche que experimentei em Cartagena, por um preços bem mais barato do que qualquer lugar no centro histórico.

Se vai ficar pouco tempo em Cartagena e não quer gastar muito com hotel no centro, vale a pena se hospedar perto do aeroporto. Táxi pra cidade amuralhada é barato e ir a pé ao aeroporto chega a ser algo exótico.

Dúvidas ou dicas sobre onde ficar em Cartagena?

Como falei no início, me hospedei em três diferentes bairros de Cartagena, dentro e fora da cidade. Mesmo assim, é impossível conhecer todas as ruas e muito menos todos os hotéis e pousadas de Cartagena. Por isso, se você também tiver alguma dica de hospedagem, como relatos de bairro ou hotel onde ficou, é só mandar pra gente pelos comentários. E se ainda não viajou e ainda tem dúvidas, é só perguntar. Vou responder o mais rápido possível, de acordo com minha experiência na cidade.

Boa viagem!

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

4 Comentários

  1. Um casal de amigos quer passar a lua de mel em Cartagena. Você indica? Qual seria um bom roteiro para caisais?

    • Nivaldo Responda

      Olá, Cleide! A cidade é toda romântica, realmente uma ótima escolha pra lua de mel. Se eles querem luxo, charme e boa localização, o melhor hotel em Cartagena é o Sofitel Legend Santa Clara. Ele era um convento e foi inspiração pro Gabriel García Marquez escrever O Amor e Outros Demônios. Por tudo isso, é um dos mais caros da cidade, com diárias a partir de R$ 1.000.

      Muito mais barato, embora fora da cidade murada, o Hyatt Regency é tem uma das piscinas mais bonitas de Cartagena. E piscina é essencial naquele calor.

      Se não querem gastar tanto, há outras boas opções de hotéis e pousadas boutique dentro da cidade amuralhda. Fala pra eles darem uma olha aqui no Booking, que tem mais de 1.200 opções de hospedagem em Cartagena, incluindo flats, hotéis e pousadas.

  2. Gostaria de saber qual o melhor lugar para hospedar em Cartagena,para duas senhoras que adoram aventuras,mas a idade já não permite tantas caminhadas🙋🙋🙋

    • Nivaldo Responda

      Olá, Rose! Nesse caso, pra você o melhor é ficar dentro da muralha, de preferência no Centro. Vai estar cercada de bons restaurantes, casas de câmbio, lojas e da bela arquitetura colonial de Cartagena. Pra estar próxima também do embarque para os passeios, é melhor escolher um hotel perto da Praça do Relógio, na entrada principal da cidade amuralhada. Onde estão, por exemplo, o flat El Candilejo e o hotel boutique Las Carretas.

      Pra quem não gosta muito de andar, pra terceira idade e pra quem tem problemas de locomoção, é melhor se hospedar nessa área que é, digamos, o centro do centro de Cartagena.

      Boa viagem!

Escreva seu comentário