Taí uma pergunta que eu deveria ter feito antes da viagem. Se eu já soubesse o que levar para San Andrés, teria evitado comprar muitas coisas que provavelmente nunca mais vou precisar. E teria levado mais dinheiro vivo, porque a gente precisa dele até para entrar na ilha.

Então, quando estiver arrumando as malas ou for se preparar para isso, fique atento a essas dicas aqui. Talvez ajude você a economizar tempo e dinheiro lá no Caribe. E saber o que levar e o que é melhor comprar por lá, também vai ajudar a economizar espaço na bagagem.

Dica para caber tudo na mala: enrole as roupas em tubos. Essa é a melhor escolha para economizar espaço. Principalmente porque vai levar somente roupas leves. Se não for ficar muito tempo, talvez caiba tudo na mala de mão.

1. Leve Pesos Colombianos

A taxa de turismo em San Andrés é alta. São cobrados 109 mil pesos colombianos para entrar na ilha. No câmbio de hoje, dá um pouco mais de R$ 130. Fui cobrado no portão de embarque do Aeroporto de Cartagena, pela funcionária da Viva Colômbia. Pagamento obrigatoriamente em dinheiro e em Pesos Colombianos. Para quem vai direto do Panamá, de Bogotá e outros destinos, não sei dizer onde e como é feita a cobrança. Por isso é importante ter pelo menos 109 mil COP por pessoa, pra não perder a viagem na última hora.

Já em San Andrés, os pesos são a moeda mais aceita. Com eles você paga o preço divulgado de qualquer coisa e ainda pode conseguir descontos.

2. Também pode levar Dólares

Nas dicas de câmbio na Colômbia, expliquei como é complicado trocar moedas em San Andrés e que é mais simples e econômico fazer isso em grandes cidades como Cartagena ou Bogotá. Mas, se você vai direto de outro país para lá, sem pesos colombianos, a segunda moeda mais aceita na ilha é o Dólar dos Estados Unidos. Com ele o câmbio é mais favorável e você pode comprar passeios em agências de turismo e até pagar restaurantes. Claro que, nesses casos, a cotação não vale a pena.

3. Leve óculos de mergulho e snorkel

A principal programação em San Andrés é observar os corais. Existem vários pontos de observação de vida marinha na própria ilha, em lugares como West View e La Piscinita. Inclusive na praia principal, Spratt Bight, é possível avistar alguns peixes. A mesma coisa em Johnny Cay. Na Isla Acuario, só tem isso pra fazer. Muitos desses lugares alugam óculos de mergulho e snorkel. Você acha que vale a pena pagar tipo R$ 10 por equipamento mordido e babado em cada passeio? Eu também não.

Fotógrafo aquático na Isla Acuario

Se tiver já tiver, mesmo que seja um óculos de natação, já pode colocar na mala. Snorkel também. E se por acaso se esquecer de levar, pode comprar por lá mesmo. Eles estão à venda em muitas lojinhas de artigos de praia para turistas e nas grandes lojas, principalmente na Carrera 2, rua exclusiva para pedestres. Lembrando que San Andrés é livre de impostos, então essa rua é o paraíso dos importados, tipo um imenso Duty Free. Comprei meu óculos de natação por lá, por apenas 20 mil COP e funcionou bem.

4. Se já tiver, leve sapatilhas de borracha

Principal ponto de observação nos corais de San Andrés, a Isla Acuario é o paraíso dos ouriços. Nunca vi tantos espinhentos juntos. Pequenos, grandes, escondidos, escancarados, eles são centenas de milhares. Nos outros lugares, também é bom se proteger. Por isso não faltam sapatilhas de borracha para vender em San Andrés. Comprei as minhas por 20 mil COP, menos de R$ 30. Achei um preço justo. Se você já tem, pode levar, porque elas vão ser muito úteis.

5. Leve roupas leves

Se você planejou bem quando ir para San Andrés, sua viagem será entre janeiro e junho. Nessa época, o clima é seco e as temperaturas são estáveis, variando entre 20 ºC e 30 ºC. Na minha viagem, em abril, fez sol todos os dias. Com esse clima, ninguém precisa de roupas de frio (para os friorentos, o casaco que for no avião já é suficiente). Durante o dia, o que manda é chinelo, bermuda/saia e camiseta. À noite, o figurino não precisa mudar.

La Piscinita, local para observação do mar em San Andrés

6. Se já tiver, leve chapéu

Em San Andrés, qualquer caminhada durante o dia é pra queimar o couro cabeludo. E nada melhor do que um bom chapéu de palha para proteger a cabeça. Afinal, bonés só protegem a cara e viseiras não tapam o cocuruto. Chapéus estão sempre na moda no Caribe. Se não tiver, pode comprar por lá mesmo, também nas lojas para turistas, no centrinho da ilha. Os preços começam em 20 mil COP.

7. Protetor solar e repelente

Primeiro, lembre-se que o limite pra líquidos na mala de bordo é de apenas 100 ml. Por causa dessa lei maluca, tive que jogar fora meu protetor solar lacrado. Então, se tiver apenas mala de mão, como eu, melhor não levar essas coisas. Se for despachar, aí pode levar, principalmente se usar somente determinada marca, porque pode ser que não encontre por lá.

Na rua das lojas de importados, não faltam protetores solares. Tem de várias marcas diferentes das que estão à venda no Brasil. Os preços são parecidos. Olhei também numa farmácia perto da praça da Barracuda, e encontrei marcas colombianas ainda mais baratas. Também tem muito repelente pra vender. Falando nisso, não sofri com pernilongos, muriçocas e mosquitos em geral. Acho que porque o ar-condicionado do quarto estava sempre ligado e as janelas não tinham fresta. Mesmo assim, sempre via um ou outro. Então, pra quem tem o sangue mais gostoso, pode ser útil ter repelente.

O que não levar, você pode comprar ou alugar

Como falei em alguns itens, em San Andrés de tudo se vende e quase tudo se aluga. Chapéu, óculos escuros, biquini, sunga, chinelos, sapatos de borracha e óculos de mergulho, entre outras roupas e acessórios, não custam não. E nos principais pontos de observação de peixes, como La Piscinita, West View e Isla Acuário, é possível alugar snorkel e óculos de mergulho. Outra coisa que se vende em vários lugares é a proteção à prova d’água para celulares.

Abulante vendendo óculos de mergulho e outros acessórios na Isla Acuario.

 

Malas prontas?

Agora que você sabe o que levar para San Andrés, e o que é melhor comprar por lá, já pode começar a se preparar. Os famosos 7 tons de azul são uma maravilha da natureza. As praias são lindas. E o fundo do mar é mais bonito ainda. Para programar suas atividades, veja nossas dicas sobre o que fazer em San Andrés. Boa viagem!

 

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
  • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

→ Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem

→ Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

→ Chip internacional de dados e voz com  15% de desconto  se usar o cupom CHIPMAISBARATO.

Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

6 Comments

  1. tudo bom cara! referente as numeracoes das sapatilhas vc lembra se eh facil encontrar todos os tamanhos? calco 44/45 e é uma bosta achar essas coisas aqui no Brasil.

    • Nivaldo responder

      Olha, eu vi muitas sapatilhas, elas ficam entulhadas nas lojas, mas não reparei nessa numeração…achei com facilidade a minha número 43. O lugar que mais vi pra vender foi nas lojas em frente à Marina Tonino (mapa), de onde saem passeios de barco.

  2. Nilvaldo, eu fui à Cartagena em 2016 e não lembro o tipo de tomada que tem lá. Pesquisando em alguns blogs, algumas pessoas falam em dois pinos chatos e outras em dois pinos chatos+um pino redondo. Vou à San Andrés também e não sei se as tomadas são iguais nos dois lugares. Poderia me ajudar?

    • Nivaldo responder

      Olá, Suellem. O padrão de tomada da Colômbia, usado em Cartagena e San Andrés, é este da foto no item 7: https://www.buenasdicas.com/dicas-colombia-5994/

      Isso mesmo, são dois pinos chatos e um redondo. Mas o redondo não é obrigatório. Bastam os dois chatos e já funciona. Pode comprar adaptador aqui no Brasil mesmo.

  3. Olá!
    Quando vc falou sobre o protetor solar, que não pode levar na mala de mão, vc partia de onde? Porque de Cartagena para San Andrés é trecho interno, não? Então, não haveria problemas em levar mais de 100ml. Ou essa regra é diferente lá? Porque 100ml diz respeito à norma para voos internacionais.

    • Nivaldo responder

      Olá! Exatamente. O limite de líquidos é apenas nos voos internacionais. Se comprar seu protetor em Cartagena, embarcando lá, e tiver um voo direto ou com escala somente dentro da Colômbia para San Andrés, pode viajar com maior volume de líquidos e gel a bordo.

      Vou deixar isso melhor explicado. Obrigado.

Comentários