Antes de fazer meu intercâmbio, a dúvida era grande. Afinal, Toronto ou Malta, onde é melhor para estudar inglês? Acabei optando por Malta e depois visitei também Toronto. Agora fiz esse pequeno comparativo para ajudar os futuros intercambistas e também os pais na escolha do destino.

Pra escolher Malta ou Toronto, é preciso levar vários fatores em consideração, como preço dos cursos, qualidade das escolas, custo de vida, transporte, moradia, sotaque, imersão, moradores locais e o que tem pra fazer em cada destino.

 

1. Inglês britânico ou inglês norte-americano

Essa questão é fundamental. Tem quem prefira o sotaque britânico, tem que prefira o norte-americano. Além do ritmo de fala, o vocabulário também muda um pouco. Em Malta, é ensinado o inglês britânico e boa parte dos professores são ingleses. Em Toronto, os professores são nativos e o sotaque canadense lembra o dos Estados Unidos.

Cheguei em Malta com preconceito com o sotaque britânico, pois achava afetado e difícil de entender. Mas logo me adaptei, aprendi muitas palavras diferentes e hoje é meu preferido. No Canadá, achei mais fácil de me comunicar do que nos Estados Unidos, tanto pelo sotaque menos carregado quando pela simpatia das pessoas. Então aqui vai um empate, pois sotaque é uma questão muito pessoal.  Empate .

2. Imersão no idioma

O inglês é língua oficial em Toronto e em Malta. Mas em Malta a língua nativa da maioria dos habitantes é o maltês. E apesar do ensino nas escolas ser em inglês britânico, a maioria dos locais que fala inglês tem sotaque maltês e não são fluentes em inglês. Placas na rua, comunicação em mercados, ônibus, restaurantes e outros lugares, são em maltês e inglês, sendo que nas cidades menos turísticas, prevalece o maltês. Como já expliquei, inglês não é a língua mais falada em Malta.

Já em Toronto tudo é em inglês, com algumas coisas traduzidas também para o francês. Isso favorece a imersão no idioma e ajuda no aprendizado, afinal você vai ver no dia a dia o que aprendeu em sala de aula.  Ponto para Toronto .

3. Preços das escolas

Toronto e Malta tem escolas de inglês de diferentes padrões, das mais baratas até as mais caras. Pesquisei bastante antes de escolher e agora pesquisei novamente. A média de preços é parecida, mas em Malta é possível encontrar escolas ainda mais baratas e, mesmo no caso de grandes redes com escolas nos dos países, a filial de Malta costuma ter preços um pouco mais baixos.  Ponto para Malta .

4. Preços de moradia

Malta é um dos países mais baratos da Europa e o quesito hospedagem é um dos que mais favores a escolha pela ilha. Para intercâmbios curtos, é normal estudantes ficarem em hostel ou em flat de própria escola, muitos com faxineira (por semana), máquina de lavar e piscina. Quem fica mais tempo, acaba trocando para um apartamento dividido com os colegas, o que sai muito mais barato. Se está pendendo pra Malta, entenda onde se hospedar em Malta.

Já Toronto é uma das cidades com hospedagem mais caras conheci. Tem poucos hostels e boa parte é ruim e não vale o preço. Mesmo pelo Airbnb, quartos em apartamentos centrais ou não são inviáveis para um estudante que vai passar várias semanas. A acomodação mais em conta acaba sendo em casa de família, o que ajuda na imersão, mas eleva os gastos e tira um pouco da liberdade. Ponto para Malta .

5. Custo de vida

Além de Malta ter escolas levemente mais baratas e hospedagem muito mais em conta, a ilhota também ganha no custo de vida em geral. Itens de supermercado são mais baratos, transporte é mais barato, academia é mais barato, restaurantes e comidas de rua são mais baratos. Por exemplo, enquanto uma passagem de ônibus em Malta custa 1.50 Euros (R$ 6.40) na baixa temporada e vale o dia inteiro, em Toronto a passagem que vale por apenas algumas horas custa 3 CAD (R$ 8.50). E como em Malta a oferta de hospedagem perto das escolas e de tudo o que acontece é maior e custa menos, a tendência é não gastar quase nada com transporte. E em Malta a maioria das baladas tem entrada grátis e as bebidas são infinitamente mais baratas. Ponto para Malta .

6. Atividades culturais e gastronômicas

Toronto tem dezenas de cinemas, espetáculos teatros, alguns dos melhores museus do Canadá, recebe jogos de beisebol e hockey e está na rota dos maiores shows musicais do mundo. No quesito gastronomia, Toronto tem grande oferta de restaurantes canadenses, tailandeses, chineses, paquistaneses, portugueses, mexicanos, brasileiros, gregos, australianos, filipinos… Já Malta tem algumas ruínas históricas, igrejas, fortes e espetáculos como shows de fogos, entre outros, além de boa oferta de restaurantes. Mas, nesse quesito cultura e gastronomia, Toronto é uma das melhores cidades do mundo e fica impossível competir.  Ponto para Toronto .

7. Qualidade de vida e belezas naturais

Além da grande oferta gastronômica, esportiva e cultural, já mencionei aqui no blog as Praias de Toronto, que são um dos maiores atrativos da cidade no verão. Além do visual da CN Tower. Para quem não gosta de praia ou vai no inverno, Toronto é melhor. Mas considere também que as melhores atrações custam caro.

Em Malta, a melhor programação de todos os dias é ir para a praia, e são dezenas para conhecer. Em pouco mais de 1 hora de carro, ônibus ou barco, é possível chegar a qualquer lugar na ilha, onde estão lugares fantásticos como a Blue Lagoon e St. Peters Pool. Tem muitas dicas no artigo O que fazer em Malta. Um país perfeito para quem gosta de nadar, correr ou simplesmente ficar torrando no sol (exceto no inverno). Para quem gosta de praias e natureza, Malta é melhor.  Empate .

8. Turismo ao redor

Uma das coisas que move o intercambista, é a vontade de conhecer mais lugares além do próprio destino. Em pleno Mediterrâneo, Malta tem voos baratos e com menos de três horas de duração para cidades como Roma, Veneza, Barcelona, Paris e Munique, entre outras. E ainda é possível ir de barco para a Sicília. Como Malta faz parte do Espaço Schengen, viaje para esses e outros países sem passar pela imigração, agilizando tudo.

Já Toronto fica a menos de duas horas de avião de Nova Iorque e é possível ir de trem para Ottawa (4 horas) e Montreal (6 horas). Se for no inverno, aproveite para patinar no gelo ou esquiar em destinos relativamente próximos. E tem Niagara Fall que pode ser conhecida num bate e volta. Resumindo, no Canadá é preciso focar no próprio país e em destinos próximos dos EUA, para onde será sempre preciso passar pela demorada fiscalização dos aeroportos. Ponto para Malta .

E aí, Toronto ou Malta?

Considerando esses 8 quesitos, Malta teve 4 pontos, contra 2 Toronto e 2 empates. Foi mais ou menos assim que decidi fazer meu intercâmbio em Malta. Mas é claro que um dos itens mais importantes pra muita gente é a imersão no idioma, em que Toronto ganha com facilidade. Então a dica é a seguinte:

• Se você é um pai, mãe ou o próprio futuro intercambista, escolha Toronto se o foco for total no aprendizado. Nesse caso, saiba que vai gastar muito mais dinheiro, principalmente porque moradia, cultura e lazer custam bem mais caro e, já que está lá, tem que aproveitar. E ainda vai precisar providenciar um visto de estudante.

• Escolha Malta se a ideia for combinar o intercâmbio com muita diversão e mais viagens pela Europa, sem gastar tanto com hospedagem e lazer, afinal praia é grátis! Se evitar amizade com brasileiros e focar no estudos, é possível aprender tanto inglês quanto em Toronto, gastando muito menos. E se o intercâmbio tiver menos de 3 meses de duração, não precisa se preocupar com visto, como expliquei aqui: Visto para o Espaço Schengen.

Escolhendo Malta ou Toronto, aproveite muito seu intercâmbio, que é uma oportunidade única de fazer uma imersão total no inglês e aprender muito mais do que em cursos no Brasil. Bons estudos!

 

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

8 Comments

  1. Lais Rodrigues responder

    Olá Nivaldo! Adorei o seu post!!! Estou em dúvida entre Malta e Canadá, mas confesso que estou pendendo para o Canadá, porque quero realmente me dedicar aos estudos. Mas principalmente, quero fazer o mais em conta, então Malta, mesmo sendo Euro, venceria… rs Obrigada por compartilhar sua experiência. Beijos Lais

    • Nivaldo responder

      Oi Lais. Essa dúvida é complicada, eu fiquei meses tentando me decidir. Malta de fato é muito mais barato que Toronto. O Canadá pode sair numa mesma faixa de preço apenas se você optar por uma cidade menor e economizar com hospedagem, escola e passeios. Quando vai ser seu intercâmbio? A época do ano pode ajudar a decidir.

      • Lais Rodrigues responder

        Eu pretendo ir em Setembro deste ano. Na agência que estou vendo (Agência Mundi), a acomodação é inclusa com o curso e etc, em Toronto, então vamos ver se assim compensa o Canadá, porque eu acho que seria mais interessante…

  2. Nivaldo, como funciona a locomoção entre St. Julians e Sliema? Como vou para Malta fazer curso e ele fica na primeira cidade, quero saber como farei pra ir para as praias na segunda hahaaha. Da para ir a pé ou necessariamente precisarei ir de ônibus? Em st. julians tem alguma praia boa ou realmente é melhor ir para outras cidades sempre? Desculpa por tantas perguntas! Agradeço desde já!

    • Nivaldo responder

      Olá, Maria. Depende. Em média, o tempo de caminhada entre as duas cidades vai de 15 minutos a meia hora. Tive colegas que moravam em Sliema e todo dia andavam até a escola em St. Julians. Pode ir pelas ladeiras no caminho mais curto ou andar um mais e ir pelo calçadão beira mar. Tem ônibus entre elas e são baratos, mas o tempo de espera e o trânsito costumam ser irritantes.

      As praias de Sliema não são boas. Não tem faixa de areia, só “praias” improvisadas em pedras. Dá bastante gente no verão. Nessa região, a melhor praia é uma artificial em St. Julians mesmo, perto de Paceville. Tá cheio de dicas e explicações de Malta aqui no blog. Dá uma olhada:
      O que fazer em Malta e melhores praias
      Onde se hospedar em Malta
      Dicas de Malta

Comentários