Não falta o que fazer em Bogotá. E aqui vão minhas dicas para roteiros de 2 a 3 dias, considerando o que a capital colombiana tem de melhor. Tem o melhor museu, o melhor mirante, os melhores cafés e restaurantes e dicas fora do clichê.

Os principais pontos de interesse de Bogotá estão nesse roteiro:

→ La Candelária, com Chorro de Quevedo e Museu Botero

→ Cerro de Monserrate

→ Zona Rosa e Zona-T

→ Planetário

→ Dicas de cafés e restaurantes

Quantos dias ficar em Bogotá? Pra conhecer os pontos turísticos principais, recomendo no mínimo 2 dias inteiros. Ou seja, 3 noites. Se ficar mais tempo, pode conhecer com mais calma os cafés, restaurantes e atrações menos famosas.

Bogotá é perigosa? Bem menos do que a gente pensa. Aquele Colômbia da guerra contra o narco-tráfico ficou lá nos anos 80 e 90. A capital é uma cidade policiada e a sensação se segurança é maior do que em capitais brasileiras. Nos melhores bairros de Bogotá, é possível andar à noite sem medo.

Por que é importante planejar o roteiro em Bogotá? com mais de 8 milhões de habitantes e quase sempre fria e chuvosa, o trânsito é pior que o de São Paulo, pois a cidade não tem metrô. Por isso recomendo agrupar visitas a lugares próximos, para poder andar a pé entre eles.

Subida de teleférico ao Monserrate, de onde se tem a melhor vista de Bogotá. Esse passeio está no nosso roteiro, com dicas de melhore horários e preços.

O que fazer em Bogotá num roteiro de 2 a 3 dias

Como falei, pra ter 2 dias inteiros, é preciso passar 3 noites em Bogotá. Dependendo dos horários de chegada e saída do voo, use o tempo vago para fazer alguma atividade extra ou descansar no hotel. O terceiro é para quem pensa em fazer atividades menos famosas ou não prefere viajar se pressa.

Dia 1 – O centro histórico de Bogotá

No início da manhã, vá direto ao lugar mais interessante de Bogotá. Um ponto turístico a céu aberto, rico em história e arquitetura. Estou falando do bairro de La Candelaria, que começou a se formar em 1538 e deu origem à cidade de Bogotá. Seu ponto mais importante é a majestosa Plaza Bolivar, onde estão o Capitólio Nacional e a Catedral da Colômbia.

Além de igrejas e prédios históricos, La Candelaria também é rica em museus. Dentro dos limites do bairro estão o Museo del Oro (achei sem graça), e o Museu Botero (gostei muito), que está conectado a outros museus. Mas o lugar mais interessante do bairro não cobra ingresso: é o Chorro de Quevedo, uma pequena praça cercada de ruelas com casinhas históricos, lojas de artesanatos e café. Lugar de vocação jovem e festiva.

É possível gastar um dos inteiro em La Candelaria, principalmente se aproveitar o que a gastronomia local oferece. Por exemplo, perto da Plaza Bolivar está o restaurante La Puerta de la Catedral, onde comi deliciosas comidas típicas. Quando a energia estiver acabando, vá tomar uma café. Recomendo a Magola Buendía, que tem o espaço mais estiloso que vi em Bogotá e serve diferentes tipos de cafés, entre eles os campeões de disputas internacionais.

Se tiver foco, até 17h vai conseguir estar livre para subir ao Monserrate, montanha a 3.152 metros de altitude, de onde se tem a melhor vista de Bogotá. Ida e volta de teleférico ao topo custa 20 mil COP. Lá em cima tem cafés e lajas de artesanato. É melhor ir no fim da tarde, porque consegue ver a cidade durante o dia, no pôr-do-sol e à noite. Leve uma boa jaqueta, porque o vento é forte e gelado.

Dia 2 – O lado moderno de Bogotá

No segundo dia desse roteiro em Bogotá, a dica é seguir para o outro lado da cidade, onde está a moderna Zona Rosa. Nessa região estão as empresas de tecnologia, os shoppings mais luxuosos, restaurantes famosos, hamburguerias da moda e as pessoas mais ricas de Bogotá. E, claro, muitos cafés.

Não é um lugar de pontos turísticos. A Zona Rosa é para quem gosta de comprar e admirar bons exemplos de urbanismo. Por exemplo, é legal ver o movimento nas ciclovias, especialmente quando cortam o bonito Parque El Virrey.

Na Zona Rosa está a Zona-T. Eu sei, é complicado entender, porque eu mesmo só entendi quando cheguei lá. Mas, tentando explicar: a Zona Rosa é essa grande e moderna região de Bogotá. A Zona-T é apenas uma concentração de bares e restaurantes que ocupam duas ruas que se encontrar, formando uma letra T.

Dia 3 – Mais cafés e cultura em Bogotá

Se teve foco e conseguiu realizar as melhores atividades de Bogotá em 2 dias, recomendo utilizar o terceiro e último dia de roteiro para ver lugares menos famosos. Um passeio que fiz e gostei muito foi para o Planetário de Bogotá, no simpático bairro de La Macarena. O ingresso custa apenas 5 mil COP (menos de R$ 10). As projeções são uma verdadeira viagem por estrelas, planetas e constelações.

Bogotá é uma cidade rica em cafés. Naturalmente você vai encontrar vários pelo caminho. Além do Magola Buendía, também gostei do Origami e do Azahar Café 93, que indiquei no post 4 dicas de cafés em Bogotá.  Além do onipresente Juan Valdez, maior rede do país.

E se a ideia é viver como um local, não tem nada melhor do que ir ao cinema. Tem centenas de salas em Bogotá. Eu fui no Cine Colômbia do Centro Comercial Andino, na Zona Rosa e gostei bastante. Sala grande e ingressos e pipoca bem mais baratos do que no Brasil.

Pra fechar a viagem, não faltam bons restaurantes para conhecer nessa área do Retiro, bairro da Zona-T. Por exemplo, pode torrar os pesos de sobraram no La Plaza de Andrés, da rede Andrés Carne de Rés, restaurante temático com andares que representam o inferno, o purgatório e o céu. É bem mais caro que a média da cidade, mas vale conhecer só pelo visual.  Localizado na Calle 82.

Mais dicas de Bogotá

Para planejar ainda melhor o que fazer em Bogotá e se hospedar bem localizado, veja nossas outras dicas sobre a capital colombiana. Tem dicas de hostels bons e baratos, hotéis de luxo e outras atividades. E se tiver qualquer dúvida sobre esse roteiro, pode perguntar à vontade. Eu respondo sempre o mais rápido possível. Então veja também:

 

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários