Nessas dicas de viagem para a Argentina, vou explicar como planejar cada etapa da viagem ao país, desde a compra da passagem, até dicas sobre documentos e lugares para visitar.

Mas, antes de tudo, a dica mais importante de todas: a Argentina vai muito além de Buenos Aires. Se tiver um tempo maior de viagem, recomendo explorar outros destinos no país. Por exemplo, estes 10 lugares imperdíveis na Argentina.

Agora, confira nossas dicas de viagem para a Argentina:

1. Documentos

Para cidadãos brasileiros, não é obrigatório ter passaporte para entrar na Argentina. Para viajar, basta levar seu RG em bom estado e que seja possível identificá-lo na foto. É preferível que este RG tenha menos de 10 anos de emissão. Mas eu recomendo muito que você viaje com passaporte. É um documento mais importante, mais difícil de ser falsificado e com menos chances de ser recusado na alfândega.

  • Válidos: RG e Passporte.
  • Não válidos: CNH (carteira de motorista) e identificações profissionais.
  • Não precisa: cartão de vacinação.

2. Passagem aérea – Onde comprar e médias de preços

A principal porta de entrada da Argentina é Buenos Aires. Lá estão dois aeroportos, o Aeroparque, perto do centro da cidade e focado em voos nacionais, e o Aeroporto Internacional de Ezeiza, que recebe a maioria dos voos do Brasil para a Argentina.

O valor das passagens do Brasil para a Argentina varia bastante, de acordo com época do ano, seu aeroporto de origem e promoções. Há voos diretos partindo das principais capitais brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Eu já escrevi sobre como encontrar voos mais baratos. Foi assim que já viajei para Buenos Aires por menos de R$ 600 ida e volta. Mas, em média, as passagens custam acima de R$ 1.000.

3. Câmbio e quanto gastar na Argentina

O Peso Argentino e o Real estão entre as moedas mais voláteis do mundo. São moedas consideradas fracas e que variam bastante de valor. Imagine então a loucura que é a cotação de uma para outra. Hoje, R$ 1 compra ARS 14,18. (Cotação oficial em 8 de junho de 2020).

A dica mais importante: nunca compre Pesos Argentinos no Brasil, você vai perder muito dinheiro se fizer isso. Atualmente, compensa levar reais e trocar por lá mesmo para pesos. Também pode levar dólar estadunidense, que hoje tem uma pequena vantagem sobre o real, embora irrelevante, que não compensa o trabalho extra de fazer o duplo câmbio.

Aqui no blog tem dicas completas sobre que moeda levar para a Argentina, com todos os cálculos para você entender melhor.

Para calcular seus gastos, depende das suas preferências pessoais. Mas há alguns anos é mais barato viajar pela Argentina do que pelo Brasil. Por exemplo, restaurantes em Buenos Aires são em média 30% mais baratos do que em São Paulo. Passagens de ônibus e metrô são mais baratas. Passeios turísticos também.

3. Quando ir para a Argentina

Pode viajar para a Argentina em qualquer época do ano. Mas, se você tiver flexibilidade, pode escolher o que combina mais com seus planos. Por isso, é importante entender algumas coisas.

Buenos Aires é muito fria entre junho e agosto, com possibilidade de temperaturas abaixo de 0ºC. E faz muito calor no verão, especialmente em dezembro e janeiro, com temperaturas beirando os 40ºC. Entenda quando ir para Buenos Aires.

O mesmo vale para outras cidades. Por exemplo, sei vai para Ushuaia ou El Calafate, na Patagônia, evite o inverno, quando o clima e a neve impedem os principais passeios. Já em Bariloche, somente no inverno que é possível esquiar, especialmente em julho e agosto. Mendoza também é diferente em cada época do ano.

4. Roteiro – Onde ir e o que fazer

Definir onde ir, quanto dias ficar e o que fazer. Esse é um dos passos mais importante no planejamento da sua viagem para a Argentina. E isso depende também da época do ano da sua viagem, como expliquei no item anterior.

Se vai apenas para Buenos Aires, em dois dias inteiros dá pra conhecer as principais atrações. Mas recomendo ficar pelo menos 5 dias. Não tem um máximo de dias. A cidade é repleta de atrativos e dá pra passar um mês sem ficar entediado. Por exemplo, aqui tem um roteiro para até 5 dias em Buenos Aires.

Agora, se vai além de Buenos Aires, é preciso planejar os deslocamentos internos e as melhores cidades-base. Eu tenho uma dica de lugar que vai surpreender você: El Calafate, onde está o Glaciar Perito Moreno, um dos lugares mais incríveis da América do Sul.

Glaciar Perito Moreno
Glaciar Perito Moreno, em El Calafate, na Patagônia Argentina

5. Hospedagem

Escolhidas suas bases, é hora de escolher onde se hospedar em cada cidade. Ficando bem localizado, você economiza dinheiro com transporte e tempo de deslocamento. Cada uma tem suas particularidades, especialmente Buenos Aires. Por isso, recomendo ver diretamente nossos guias de hospedagem nos principais destinos da Argentina:

6. Seguro viagem

Não é obrigatório ter seguro viagem para entrar na Argentina. Mas eu recomendo muito que você faça um plano. Nos últimos anos ficou muito barato fazer um seguro. Tem planos que custam menos de R$ 10 por dia e as coberturas são muito úteis, como em caso de danificação de bagagem, consulta médica e internação, além do apoio para encontrar atendimento.

Aqui no blog tem estas dicas de seguro viagem para a Argentina, com informações importantes sobre planos, seguradoras e valores.

7. Idioma – Palavras básicas

Dá pra se virar na Argentina sem fala nada de espanhol, improvisando no portunhol. Mas a viagem vai ser muito mais interessante se você souber se comunicar melhor com os locais.

O castelhano falado na Argentina é muito diferente de qualquer outro. Especialmente em Buenos Aires, eles falam num ritmo que lembra mais o italiano. Mas o vocabulário é basicamente o mesmo. Vá no mínimo sabendo expressões importantes, como:

  • Bom dia = Buenos días
  • Olá, como vai? = Hola, que tal?
  • Obrigado / Obrigada = Gracias
  • Mi nombre es… = Meu nome é…
  • Café da manhã = Desayuno (Na Argentina, a pronúncia é “dessaxuno”).
  • Pode falar mais devagar? = puedes hablar más despacio?
  • Cuanto cuesta? = Quanto custa?
  • Aceita cartão? = Trabajas com tarjeta?

Você está no blog especialista na Argentina

Além dessas dicas gerais, veja também informações específicas e detalhadas sobre os principais destinos turísticos da Argentina. Aqui você encontra guias de onde comer, o que fazer, pontos turísticos, passeios e roteiros completos. Veja nossas dicas por destinos na Argentina:

Bariloche

Buenos Aires

El Calafate

Mendoza

Curiosidades e dicas de outros destinos na Argentina

Então aproveite nossas dicas de viagem para a Argentina e organize com a gente toda a sua viagem. E se tiver qualquer dúvida, basta perguntar pelos comentário abaixo. Eu mesmo respondo, sempre o mais rápido possível, inclusive com dicas personalizadas para seu perfil de viajante.

Então mãos à obra e boa viagem para a Argentina!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
      • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

→ Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem → Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado. → Chip internacional de dados e voz com  15% de desconto  se usar o cupom CHIPMAISBARATO.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários