Gramado

7 dicas para sua primeira viagem a Gramado

Dicas, curiosidades e atrações imperdíveis para programar sua viagem a Gramado, no Rio Grande do Sul.

Primeira vez em Gramado? Aqui tem um resumo do que você realmente precisa saber. Dicas de viagem a Gramado completas, com relatos pessoais, atrações e também um planejamento inicial da viagem.

Além das dicas de Gramado propriamente dita, veja também ideias para complementar seu roteiro com outras cidades da região.

Dicas de viagem para Gramado – Com relatos muito sinceros

  1. Quando ir
  2. Como chegar
  3. Quantos dias ficar
  4. Hospedagem
  5. O que visitar
  6. Onde comer
  7. Vale a pena?
Cascata do Caracol, um passeio imperdível em Canela, pertinho de Gramado.

Aqui nessas dicas têm todas as informações básicas para quem vai a primeira vez, mas também pode ser útil para quem já conhece e busca entender um pouco mais sobre a “capital” da Serra Gaúcha.

Não são baseadas numa única viagem. Fui a Gramado 7 vezes, em variadas épocas do ano e em meio a roteiros bastante diversos. E também já visitei Gramado em diferentes momentos de vida: sozinho, em casal, com amigos, em família com crianças pequenas, e, da última vez, fazendo passeios com guia e agência de turismo.

Por isso, acho que tenho repertório para ajudar você a planejar sua viagem para Gramado, com dicas ecléticas sobre os principais passos a seguir.

Onde fica Gramado no mapa – Localização e dados

A cidade de Gramado fica no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Está localizada na região da Serra Gaúcha, próxima de outras importantes cidades turísticas do RS, como Canela, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Nova Petrópolis. Está a 103 km de distância da capital, Porto Alegre, e a 449 de distância de Florianópolis, capital de Santa Catarina. Veja no mapa a localização exata de Gramado.

        • População de Gramado: 36 mil habitantes (estimativa de 2019 do IBGE)
        • Altitude de Gramado: 830 metros acima do nível do mar

1. Melhor época para conhecer Gramado

Pode ir o ano inteiro para Gramado. Mas é importante saber o que esperar do clima, da lotação da cidade e dos preços, que variam bastante ao longo do ano.

Antes de mais nada, a dica mais importante. Se você faz questão de vivenciar Gramado, o que combina muito mais com as comidas da região e para ter a chance de usar seu guarda-roupas de inverno, vá de preferência entre junho e agosto.

O que esperar do clima e das temporadas em Gramado ao longo do ano:

  • Meses mais frios (alta temporada): julho, julho, final de maio e início de agosto, nessa ordem. Se quiser ver neve em Gramado, pode ocorrer em algum desses meses. Desvantagem: preços altos e super lotação nas atrações.
  • Meses mais quentes: janeiro, fevereiro, novembro e dezembro, nessa ordem. Se você é calorento, melhor evitar esses meses.
  • Quando chove mais: setembro, março e outubro, nessa ordem
  • Baixa temporada, com hotéis e passeios mais baratos: vá nos meses de fevereiro, março e abril, além do final de setembro e início de outubro, para encontrar Gramado mais tranquila. Desvantagem: não faz frio. E em fevereiro e março pode fazer muito calor.
  • Natal Luz em Gramado: para ver a cidade toda iluminada, com eventos musicais e teatrais, vá no período do Natal Luz, entre o final de outubro e início de janeiro. Desvantagem: calor e preços altos, especialmente em dezembro.

Opinião pessoal: já fui em dezembro e peguei um calor horroroso que, pra mim, tirou a graça dos enfeites natalinos. Em agosto, achei a cidade lotada demais e fria além da conta. Minhas melhores experiências foram na pré-temporada, em maio e junho, quando a cidade está relativamente tranquila e faz um frio gostoso pra caminhar.

2. Como chegar em Gramado

A cidade de Gramado não tem aeroporto. O Aeroporto de Caxias do Sul é o mais próximo. Mas os voos para Porto Alegre costumam ser bem mais baratos e a infraestrutura de transporte a partir de lá é maior. É por onde cheguei em todas as minhas viagens a Gramado.

Se pesquisar nos melhores sites para comprar passagem aérea, vai entender. Por exemplo, saindo de Brasília e São Paulo, já paguei menos de R$ 400 em voos de ida e volta. Mas, se não pesquisar bem, vai acabar gastando mais de R$ 700 saindo das principais capitais para POA.

Traslado de Porto Alegre para Gramado

  • Ônibus: a passagem custa a partir de R$ 43 e o embarque é no próprio Aeroporto Salgado Filho. São duas horas de viagem até a Rodoviária de Gramado. Pode comprar no site da Citral ou no guichê do terminal. Eu fiz essa viagem e escrevi um relato: como é ir de ônibus de Porto Alegre para Gramado.
  • Transfer: muitas agências de turismo realizam o traslado por agendamento. O veículo depende do número de passageiros. Entre em contato com alguma agência ou mesmo com seu hotel para agendar. Bom para quem vai sozinho e tem mais pressa em chegar.
  • Carro: tem muitas locadoras de carros no Aeroporto Salgado Filho. Se for pela melhor estrada, a viagem até Gramado é tranquila e dura cerca de 1h30. Vale a pena ter carro à disposição caso seu roteiro inclua lugares mais distantes do centro e for num grupo maior pra dividir as despesas. Melhor para quem vai em família.
  • Avião: no final de 2020, a cia aérea Azul criou a rota Porto Alegre-Canela, realizada em aviões de pequeno porte. A viagem dura cerca de 30 minutos e custa, em média, a partir de R$ 120 o trecho. Tem um relato completo no Melhores Destinos.

3. Quantos dias ficar em Gramado

Eu já fiz até bate e volta para Gramado e, sinceramente, acho que não vale a pena. É muito corrido e cansativo.

Melhor é dormir pelo menos duas noites em Gramado, assim conhece bem o centro e pode escolher alguma atração mais distante para visitar. Mas o ideal é ficar no mínimo 3 noites, principalmente se viaja com crianças. Assim pode gastar um dia inteiro numa atração demorada, como o Snowland, ou num roteiro de agroturismo, por exemplo. Mais do que isso, na minha opinião, já começar a enjoar.

Se for passar mais tempo, digamos que entre quatro dias e uma semana, recomendo mudar sua base. A sugestão é ir passar a outra metade da viagem em Bento Gonçalves, que tem atrações completamente diferentes de Gramado.

4. Dicas para escolher seu hotel

Assim como em outros destinos da Serra Gaúcha, a experiência em Gramado será mais completa se ficar num hotel aconchegante, de preferência em estilo serrano colonial, daqueles com lareira e tudo. Principalmente se viajar no inverno.

Além da estrutura, a escolha do seu hotel vai depender também de como pretende se locomover. Explico:

  • Região Central: O Centro de Gramado é a região mais completa da cidade, onde tem mais restaurantes, atrações turísticas e lojas. Pode fazer muitas coisas a pé. Por outro lado, o trânsito costuma ser intenso e os hotéis são mais caros. Na última viagem, fiquei no Vovó Carolina, super central, e gostei.
  • Região do Lago Negro: Nesse tranquilo bairro residencial, que mais parece a Europa, estão hotéis de alto padrão, como o Estalagem St. Hubertus. E também pousadas familiares mais em conta, como a El Refugio 700. Mas vai depender bastante de carro, táxi ou Uber (tem muitos motoristas em Gramado).
  • Vai sozinho: para gastar pouco e conhecer gente, nada melhor do que se hospedar num hostel. E em Gramado está um dos melhores do Brasil, onde também me hospedei, o Britânico Hostel, bem localizado, perto do Centro e com ótimo custo-benefício.

5. O que vale a pena visitar em Gramado

Juntas, Gramado e Canela tem dezenas de pontos turísticos. Mas nem todos os lugares são realmente interessantes. E tem a questão do gosto pessoal. Por isso, é importante pesquisar muito bem antes de montar seu roteiro.

Para planejar seus passeios em Gramado, veja em detalhes:
        • Pontos turísticos de Gramado – Fiz essa lista com as 17 principais atrações de Gramado, com fotos e informações sobre cada lugar.
        • Pontos turísticos de Canela – Apesar de ser uma cidade menos conhecida, Canela tem algumas das atrações mais importantes e bonitas da região, como a Cascata do Caracol.
        • Gramado e Canela com crianças – Viajar com crianças é um universo à parte. Por isso fiz essa lista com os melhores lugares para levar os pequenos.

No foto acima, o Mini Mundo, um dos melhores lugares para ir com crianças em Gramado.

Dica extra: Pergunte. Utilize os comentários aqui do blog para mandar suas dúvidas. Assim, posso ajudar você na escolha de lugares adequados ao seu perfil de viajante e outras necessidades. Por exemplo, dicas de lugares para ir com idosos, bebês, pessoas com mobilidade reduzida, entre outras informações.

Também é importante ficar atendo aos preços em Gramado. Assim você traça seu orçamento, de olho em detalhes como preços de ingressos e atrações.

E se você é daqueles que prefere receber as dicas mastigadas, veja isto: Roteiro de 3 a 5 dias em Gramado. Nesse roteiro, estão os melhores passeios e dicas para você saber como organizar seus dias, itinerários e deslocamentos em Gramado e Canela.

6. Onde comer em Gramado – Comidas típicas e dicas de restaurantes

Comer é uma das partes mais “produtivas” da viagem para Gramado. Estas abaixo são algumas das comidas que recomendo que você prove em Gramado, com dicas dos melhores lugares e restaurantes de cada especialidade.

  • Rodízio Colonial – De origem italiana, trata-se de uma sequência de pratos praticamente igual em todos os restaurantes do tipo, incluindo polenta, sopa tradicional, massa à escolha, galeto assado e, de sobremesa, sagu com creme. Em Gramado, gostei muito da galeteria Mamma Mia. Em média, os preços partem dos R$ 70 por pessoa.
  • Churrasco Gaúcho – O melhor rodízio de carnes que provei em Gramado foi no El Cordero, em plena Av. Borges de Medeiros. Fui em 2019 e agora fui conferir e o local mudou o nome para Boteco do Gnomo. Não sei dizer se mantém o cardápio.
  • Comidas alemãs – O mais tradicional restaurante alemão, onde comi e gostei, é o Rasen Platz, na Rua Coberta. Para experimentar a tradicional torta da maçã “apfelstrudel”, vá até o Castelinho Caracol, em Canela, combinando com o passeio ao Parque do Caracol.
  • Fondue – De origem suíça, o fondue é um dos pratos mais vendidos em Gramado. Perfeito para os dias frios. Os mais elogiados do ramo em Gramado são o Restaurante C’est Mieux e o Maison De La Fondue.
  • Pizza – Tem boas pizzarias em Gramado, onde se come bem e não se gasta tanto. E tem pizzarias temáticas animadas, como a Pizzaria Cara de Mau e a Texas Saloon Pizzaria.
  • Café Colonial – Também originado nas colônias italianas, trata-se de um banquete com embutidos frios, queijos, pães, tortas e doces. Como quase tudo em Gramado, são lugares muito turísticos e caros. Os mais conhecidos são o Café Colonial Bela Vista, na Villa Suíça, e o Torre Café Colonial, no Centro de Gramado.

7. Vale a pena viajar a Gramado?

Depende.

Gostar ou não de Gramado vai depender das suas escolhas na viagem e das suas preferências pessoais. Vou dar alguns exemplos, pra você ver se se encaixa em algum deles.

Viajante econômico – As principais atrações de Gramado e Canela são lugares que cobram ingresso. Alguns deles são muito caros. Assim como alguns passeios “básicos” pela região. E como a gastronomia também é um atrativo, também pode gastar muito nesse quesito. Sinceramente, se quiser uma viagem realmente barata, melhor viajar para alguma praia.

Viagem com crianças – Bebês, crianças e adolescentes não precisam passar tédio ou perrengue em Gramado e Canela. A estrutura é imensa para viajar com os pequenos. E tem atrativos para todas as idades.

Viagem com idosos e pessoas com mobilidade reduzida – Pra começar, a região é bem estruturada em termos de transporte. O centro de Gramado é plano e as calçadas organizadas, com alguma acessibilidade, por exemplo com rebaixamento junto às faixas de pedestres. E muitos parques temáticos e atrações são inclusivos nesse sentido.

Viagem romântica – Esse é o ponto forte de Gramado e de toda a Serra Gaúcha. A região é perfeita para viajar em casal, inclusive se for uma Lua de Mel.

Viajar sozinho – Gramado está longe de ser um destino “mochileiro”. Atrações não faltam e claro que é possível ir só. Mas não tem aquele clima de lugar bom pra conhecer gente, e inclusive os passeios são focados em famílias e casais.

Vale lembrar novamente da estrutura, da segurança e da facilidade de acesso a Gramado. Se você gosta de viagem fácil de fazer, pra chegar rápido e curtir tudo com tranquilidade, já pode comprar sua passagem ou fechar seu pacote para Gramado, que não vai se arrepender.


Mais dicas para planejar sua viagem a Gramado

Como falei no início, já fiz 7 viagens a Gramado e região, em diferentes situações. Depois de experimentar diferentes aspectos da cidade e de ter conhecido suas principais atrações, em diversos tipos de roteiros, acho que posso ajudar você na sua viagem.

Se tiver alguma dúvida sobre Gramado, basta perguntar pelos comentários abaixo. Pode perguntar também pelo e-mail nivaldo@buenasdicas.com, por onde respondo com a mesma agilidade.

Aproveite que está num blog especialista em dicas de viagem a Gramado e confira o que mais já falamos sobre a cidade. São dicas e relatos muito sinceros. Confira:

E para ver um outro ponto de vista, com ainda mais dicas de passeios, atrativos e planejamento, recomendo assistir a este vídeo:

E boa viagem para Gramado.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

2 Comments

    • Nivaldo responder

      Obrigado a você pelo comentário. Que tenha uma excelente viagem. Aproveite muito seus dias em Gramado.

Comentários