Europa

7 dicas para economizar na viagem para a Europa

Descubra como economizar na viagem para a Europa, desde a compra da passagem até a reserva de hospedagem e passeios.
Pinterest LinkedIn Tumblr

Não é barato viajar para a Europa. Mas é possível economizar bastante. Para isso, é preciso pesquisar muito, nos lugares certo, desde a compra da passagem aérea até a escolha de passeios, transporte e hospedagem.

E aqui você vai ver quais são os melhores sites para fazer reservas e dicas práticas para economizar no dia a dia durante sua viagem para a Europa. Então, se você quer saber como economizar na Europa, confira.

1. Escolha os países e cidades mais baratas

Nápoles, uma das cidades mais baratas da Itália

Se você quer realmente gastar pouco, vá para os lugares com menor custo de vida da Europa. Não precisa ir para lugares pouco conhecidos ou turísticos só porque são baratos. A dica é equilibrar. Vá em busca de custo-benefício.

Por exemplo, se vai pra Alemanha, saiba que viajar para Berlim é mais barato do que para Frankfurt ou Munique. Na Itália, Nápoles é bem mais barata do que Roma, Veneza e Florença. Recomendo ver as 10 cidades turísticas mais baratas da Europa

Além dessas dicas de bases estratégicas por país, se quer realmente economizar muito, evite viajar para as cidades mais caras da Europa, como Paris, Londres e países nórdicos, como Islândia, Noruega, Suécia, Dinamarca e Islândia.

Já entre as cidades interessantes mais baratas da Europa, vale a pena conhecer e se hospedar em Cracóvia (Polônia), Praga (República Tcheca), Bratislava (Eslováquia) e inclusive Portugal, que apesar da não ser mais um destino tão barato, ainda é bastante em conta se comparar com outros países no Oeste Europeu.

2. Pesquise passagens aéreas nos melhores sites

O gasto com passagem aérea vai ser um dos maiores, senão o maior dos gastos em sua viagem. Por isso é preciso pesquisar muito e com bastante antecedência. Assim você encontra os melhores preços.

Já indiquei os 7 melhores sites para pesquisar preços de passagens. Recomendo fazer a mesma busca em todos eles e também nos sites das próprias companhias aéreas. O preço do bilhete num mesmo voo pode variar bastante.

Alguns desses sites oferecem descontos, como o Passagens Promo, que é um site brasileiro, que comercializa passagens nas principais companhias aéreas que viajam do Brasil para a Europa.

Quem compra sem pesquisar, pode pagar valores entre R$ 4.000 e R$ 10.000 numa passagem para a Europa. Mas quem fica atento às médias de preços e promoções, pode pagar até menos de R$ 2.000 num voo direto para capitais como Lisboa, Madrid, Paris e Amsterdam, que geralmente são as cidades com voos mais baratos.

3. Economize no câmbio e evite usar cartão de crédito

Não compre Euros na primeira casa de câmbio que encontrar no shopping. Pesquise bastante a cotação pela internet. Hoje é possível inclusive encomendar moedas online. Pra se ter uma ideia, pesquisando agora, encontrei o Euro a R$ 4,76 numa casa de câmbio e a R$ 4,83 em outra. São 7 centavos de diferença, que se tornam mais de R$ 70 a cada mil reais gastos.

Outra dica, é preferir gastar em dinheiro vivo do que no cartão de crédito. Para comprar papel moeda, a taxa de IOF é de 1,10%. Para gastos internacionais no cartão de crédito,  o IOF sobe para ‎6,38%. Fora a cotação geralmente desfavorável do banco.

4. Contrate o seguro viagem mais barato para a Europa

A maioria dos países da União Europeia faz parte do Espaço Schengen, um tratado de livre circulação e que exige seguro viagem de turistas brasileiros. É um documento obrigatório e deve oferecer no mínimo 30 mil Euros para despesas médicas e hospitalares do segurado.

Esse já foi um gasto importante em viagens para a Europa. Mas hoje existem comparadores de preços que permitem que a gente economize bastante. Eu utilizo a Real Seguros, onde é possível comprar planos com custo diário na faixa de R$ 10. E se pechinchar com a atendente, pode conseguir um descontinho extra.

5. Busque alternativas mais baratas do que hotéis para se hospedar

CityHub, um hostel futurista em Asmterdam
CityHub, um hostel futurista em Asmterdam

Gasto com hospedagem é um dos maiores da viagem. Mas hoje é possível economizar bastante. Nas principais capitais da Europa, hotéis medianos custam entre R$ 300 e R$ 700 a diária para casal. Para hotéis, recomendo pesquisar e reservar pelo Booking, que oferece descontos exclusivos. Mas é possível gastar ainda menos

A alternativa mais conhecida para economizar com hospedagem é ficar em hostel, em quartos coletivos. Dessa forma, é possível ficar em locais bem localizados, seguros e modernos, gastando menos de R$ 100 por dia. Dependendo da cidade e da época do ano, tem ótimos hostels na Europa por menos de R$ 50 por dia.

Outra forma cada vez mais comum é buscar apartamentos e quartos no Airbnb. Principalmente em grandes capitais e para longas estadias, a plataforma oferece boas opções de hospedagem, geralmente mais em conta do que hotéis e pousadas. Para saber o que é e como utilizar, veja nossas Dicas do Airbnb.

Agora, se você não quer gastar nada, procure sites de “couchsurfing”, que significa “surfando sofás”. Isso aí, hospedagem grátis na Europa, em alguns casos realmente dormindo em sofás. Nessa modalidade, anfitriões oferecem acomodações sem cobrar nada para outros membros do site. O maior desses sites é o próprio Couchsurfing. A desvantagem dessa forma de hospedagem é que, na maioria dos casos, o local é afastado do centro e não se pode exigir muito conforto ou privacidade.

6. Encontre ingressos e atividades turísticas mais baratos

Hoje não estamos mais reféns de preços de bilheterias e agências de turismo locais. Podemos comprar ingressos mais baratos de atrações turísticas, alguns com direito a furar a fila, em sites como o Get Your Guide. Assim economizamos tempo e dinheiro.

Para fazer passeios turísticos mais baratos na Europa, a dica é utilizar o Airbnb Experiências, onde moradores locais oferecem atividades direto aos turistas. Custam muito mais barato do que contratar agências de turismo. Já fiz diversas atividades, como um Tour Fotográfico em Nápoles e uma Aula de Pastel de Nata no Porto e gostei bastante.

7. Cozinhe mais e economize com restaurantes

A vantagem de se hospedar num hostel com cozinha ou num apartamento, é ter um fogão à sua disposição. Assim, você pode fazer comprar e cozinhar. Não digo cozinhar todo dia, afinal é legal sair para comer comidas típicas.

Mas você pode preparar algumas refeições. O que também acaba por ser uma forma de turismo, afinal supermercados na Europa vendem produtos locais, bem diferentes dos que estamos acostumados. E você comprova a qualidade dos produtos regionais, como do azeite na Espanha, da sardinha em Portugal e do molho de tomate na Itália.

Alguma dúvida sobre como economizar na Europa?

Se além das dicas sobre passagens, câmbio, hospedagem, seguro viagem, passeios turísticos e outras abordadas aqui, você tiver alguma dúvida, é só perguntar. O Buenas Dicas é especialista em viagem com o melhor custo-benefício, principalmente para a Europa. E eu respondo sempre mais rápido possível.

Veja os melhores destinos da Europa em cada mês:

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Get Your Guide: ingressos e tours para atrações no mundo inteiro

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

  • Utilize o cupom BUENASDICAS10 na EasySim4U e tenha  10% de desconto  em chip internacional
  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários