Europa

5 destinos para viajar em julho na Europa – E onde evitar

Julho na Europa significa férias, praias lotadas e calor insuportável em muitos destinos. Mas há lugares com clima agradável no verão, além de outras vantagens da época.
Pinterest LinkedIn Tumblr

Julho é verão na Europa. Calor e alta temporada. O sul do continente está fervendo de calor e de gente nas praias. Nesse que é o mês mais quente do ano, é preciso escolher bem para onde viajar. Aqui vão 5 dicas de destinos que são perfeitos para conhecer no mês de julho.

Mas onde o clima está melhor? Onde ir para evitar a superlotação? Como economizar? Vou responder todas essas perguntas com dicas de praias, capitais e destinos clássicos para visitar no mês das férias no verão europeu.


Melhores destinos na Europa em julho

Escolhi apenas 5 destinos para destacar, indicando médias de temperaturas e algumas dicas de viagem, como o que acontece de melhor e o que fazer em cada um. Após a lista, veja outros lugares que também são uma boa pedida para o mês de julho.

1. Londres, Inglaterra – Poucas chuvas, Wimbledon e mais eventos

Temperaturas médias: entre 14 ºC e 25 ºC / Chance de chuva: pouca a moderada

Julho é o mês menos chuvoso do ano na capital inglesa, o que favorece as caminhadas. Pode até fazer muito calor, mas isso não acontece todo ano, sendo mais comum máximas por volta de 25ºC. Clima agradável para conhecer os parques e experimentar cervejas na área externa dos pubs. Além de pontos turísticos básicos, tem muitos eventos importantes no mês de julho em Londres, como o Campeonato de Tênis de Wimbledon, a Parada Gay e muitos espetáculos ao ar livre.


2. Ilha da Madeira, Portugal – Praias, trilhas e piscinas naturais com clima agradável

Temperaturas médias: entre 19 ºC e 25 ºC / Chance de chuva: pouca, quase zero

Mais perto da costa de África do que de Portugal, o Arquipélago da Madeira é um bom lugar para quem gosta de praia, mas prefere evitar o calor excessivo. Além de chover muito pouco nessa época. As atrações são diversas. Trilhas cruzam a mata fechada e chegam à costa rochosa. O vinho local é dos bons. E as praias, apesar das estreitas e escuras faixas de areia, tem águas mais agradáveis que o Mediterrâneo. A capital Funchal, onde nasceu Cristiano Ronaldo, tem um pequeno bairro histórico e ótimas opções de hospedagem.


3. Berlim, Alemanha – Dias longos, praia de rio e cerveja quase gelada

Temperaturas médias: entre 13 ºC e 24 ºC / Chance de chuva: pouca a moderada

Até a metade de julho, o verão costuma ser ameno em Berlim, com dias ensolarados sem muito calor. O povo fica feliz e celebra à moda alemã: os “biergartens” (jardim da cerveja), se espalham pela cidade. O Rio Spree vira a praia do berlinense, com direito a essa bela piscina flutuando, a “badeschiff”. Além da animação de época, a Berlim de sempre funciona normalmente em julho, em atrações como a Ilha dos Museus, o Tiergarten, a East Side Galley e memórias da Segunda Guerra Mundial.


 Sabia que seguro viagem é obrigatório em vários países? Compare preços na Real Seguros

4. Cracóvia, Polônia – Para não se congelar em Auschwitz

Temperaturas médias: entre 14 ºC e 25 ºC / Chance de chuva: moderada a muita

Famosa e temida pelo clima quase sempre gélido, a Polônia tem um verão ameno. Julho é um mês chuvoso, mas como é uma cidade barata para comer e se hospedar, pode se programar para ficar muitos dias e não perder nada. Outra vantagem são os dias longos, com claridade até altas horas. O centro histórico é simpático e a vida noturna é animada. Cracóvia fica a apenas 70 km de distância de Auschwitz, campo de extermínio nazista da Segunda Guerra Mundial e hoje principal ponto turístico da região.


5. Reykjavik, Islândia – Sol da meia-noite e a beleza de sempre

Temperaturas médias: entre 8 ºC e 14 ºC / Chance de chuva: pouca a moderada

Se na maior parte da Europa o verão torna os dias longos, na Islândia simplesmente não existe noite. Os dias intermináveis causam insônia em muita gente. Por outro lado, dá mais tempo para o turista admirar as belezas do país, como na famosa Ring Road, estrada que dá a volta na ilha e passa pelos principais pontos turísticos. Outro vantagem da Islândia em julho é o clima agradável. Não deixe de visitar lugares essenciais, como a Blue Lagoon, uma grande lagoa com águas aquecidas naturalmente. Veja como é o sol da meia-noite no vídeo abaixo:

Para onde NÃO viajar na Europa em julho – Lugares quentes e lotados

Prefere evitar calor excessivo e superlotação? Então FUJA de alguns lugares da Europa em julho. No geral, evite países do sul da Europa, mais precisamente na Costa Mediterrânea, como Espanha, Itália e Grécia, além de outros lugares que podem enfrentar temperaturas acima de 40 ºC. Destinos a evitar:

  • Roma, Veneza e Nápoles, na Itália
  • Barcelona, Madrid e praias da Espanha
  • Lisboa, Algarve e praias de Portugal
  • Malta, Chipre e outras ilhas no Mediterrâneo
  • Paris e praias do sul da França
  • Dubrovnik e outras praias da Croácia e dos Bálcãs

Saiba para onde ir na Europa em outros meses do ano:

Créditos das fotos: Buenas Dicas e fotos com direitos autorais livres, como estas de Cracóvia (@dylu) e Ilha da Madeira (@republica, @monikawll, @upstairsgbr, @domeckopol).

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Touron Turismo: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

  • Utilize o cupom BUENASDICAS10 na EasySim4U e tenha  10% de desconto  em chip internacional
  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários