Onde se hospedar em São Paulo? Boa pergunta. Mas todo mundo quer ficar perto da Avenida Paulista, seja do lado supervalorizado dos Jardins ou nas ladeiras tumultuadas do Bela Vista. Só que existem bairros bem melhores para escolher seu hotel ou apartamento.

Região da Avenida Paulista. A grande maioria dos visitantes faz essa escolha na hora de decidir onde ficar em São Paulo. Talvez por não conhecerem nenhum outro ponto de referência na cidade. Talvez por acharem que a região está perto de tudo. Talvez por falta de pesquisa.

Av. Paulista e os melhores bairros de São Paulo para se hospedar

Cada bairro tem suas vantagens e desvantagens. Falei um pouco mais sobre cada um, com dicas de hotéis, restaurantes e pontos turísticos próximos. Desses, já adianto que o meu preferido é o Itaim Bibi, por ser mais seguro e ter tudo perto, então dá pra fazer muitas coisas a pé. Índice:

  1. Av.Paulista e região
  2. Berrini e Brooklyn
  3. Vila Olímpia
  4. Moema
  5. Pinheiros e Vila Madalena
  6. Itaim Bibi

Dica 1 para economizar com hospedagem em SP: o Booking tem mais de 700 opções de hospedagem em São Paulo, entre hotéis, flats, pousadas e hostels. Além das ofertas de sempre, o maior site de reservas do mundo também dá descontos para hóspedes frequentes. Veja aqui todos os hotéis do Booking em São Paulo.

Dica 2 para economizar com hospedagem em SP: São Paulo tem boas opções de hospedagem pelo Airbnb, que pode sair bem mais barato do que hotel. E se você ainda não tem cadastro, pode usar esse código de desconto.

Salve as imagens abaixo no seu pinterest a acesse esse post sempre que precisar.

1. Paulista: vantagens e desvantagens de se hospedar na região

Não sou o fã número 1 dessa região de São Paulo, afinal quase tudo em São Paulo trava o trânsito da Avenida. Protesto contra o aumento da passagem? Na Paulista.  Marcha da maconha? Na Paulista!  Parada gay? Na Paulista. Movimento dos albinos evangélicos tatuados? Na Paulista.

Mesmo assim, concordo que existem muitos motivos para ficar perto da Av. Paulista, incluindo a grande variedade de cinemas e atrações culturais como o MASP, além da localização estratégica entre o Centro e os Jardins. Além, é claro, das inúmeras estações de metrô da Linha Verde e o fácil acesso às linhas azul e amarela.

Se você já está convencido a ficar perto da Avenida Paulista, é preciso apenas entender as ruas e regiões a rodeiam. Vou dividir o entorno da avenida em 4 regiões principais. Dica para economizar na hospedagem: além de hotéis, a região está cheia de apartamentos para se hospedar pelo airbnb.

1.1. Consolação (bairro na Paulista)

Bairro pequeno e multifacetado. Vai da movimentada Avenida Consolação até a  Rua Frei Caneca, reduto gay e hipster  de São Paulo, passando pela charmosa Rua Bela Cintra e pelo agito sem limites da Rua Augusta. No bairro, já falei sobre o Hotel San Gabriel e o Ibis Frei Caneca, em cujas avaliações você pode ver mais detalhes e dicas sobre a região. Procure ficar nos quarteirões mais próximos à Avenida Paulista. Veja aqui mais hotéis na Consolação.

1.2. Jardim Paulista (bairro na Paulista)

Conhecido popularmente como Jardins, o bairro concentra os restaurantes mais famosos (e caros) de São Paulo, como o D.O.M, do Alex Atala. Mas não pense que dá pra ir a pé em tudo. O bairro é grande, cheio de ladeiras e cortado pela movimentada Avenida 9 de Julho. Procure ficar nos quarteirões mais próximos à Paulista, de preferência entre as alamedas Santos, Jaú e Itu. Se for mais pra baixo, perde a proximidade com o metrô, mas ganha em estilo com a Alameda Lorena e a Rua Oscar Freire. Veja aqui os hotéis do Jardim Paulista.

1.3 Bela Vista (bairro na Paulista)

Bairro cheio de hotéis e hostels, mas é preciso saber escolher onde ficar por lá. Recomendo se hospedar no máximo até a altura da Alameda Ribeirão Preto. Pra baixo, as ladeiras são impossíveis de subir andando e o clima de centro se intensifica, principalmente na  mini-cracolândia  que se formou na Praça 14 Bis, na Av. 9 de Julho. Entre os destaques do bairro estão o Shooping Pátio Paulista e o Teatro Gazeta, além da proximidade com o Bixiga, bairro do Centro onde estão as melhores cantinas italianas de São Paulo. Confira aqui uma seleção de bons hotéis no Bela Vista.

1.4. Paraíso (bairro na Paulista)

Entre a Paulista e o Ibirapuera, vai do clima comercial da parte alta ao estilo residencial beirando o parque. Privilegiando o transporte, recomendo ficar mais perto da Avenida Pauslita, onde estão as estações Brigadeiro e Paraíso do metrô, sendo que essa última conecta as linhas verde e azul.

2. Brooklin / Berrini – Para fugir do trânsito mergulhando nele (hotéis aqui)

berrini ponte estaiada
Avenida Berrini vista do terraço do Corporate Centar, ao lado do Shopping Cidade Jardim. Na imagem, dá pra ver a Estação Berrini da CPTM, o Edifício Robocop e a Ponte Estaiada.

O bairro do Brooklin se divide em vários. Novo Brooklin, velho Brooklin, Brooklin… e por aí vai. Mas sem dúvidas sua região mais disputada é o entorno da Avenida Berrini. A Berrini concentra milhares de escritórios, centenas de milhares de pessoas e sem dúvidas, bilhões de carros. Sim,  a Berrini tem o pior trânsito de São Paulo . Coloquei o bairro na lista apenas como opção para quem tem compromissos na região. A Berrini deve ser totalmente evitada em horários de pico em ambos os sentidos. Lá não tem essa de contra fluxo. Para onde quer que se vá, tenha paciência. É o olho do furacão.

Facilidades: a região tem bons hotéis e a estação de trem Berrini da CPTM, que se conecta à linha amarela do metrô, que vai até a Avenida Paulista e o Centro. Evite a hora do rush no trem. Se quiser um shopping, na continuação da Berrini tem dois, o Morumbi e o Market Place. Nessa continuação da Berrini também tem a sede paulistana da Rede Globo, onde são apresentados os jornais locais, com a bela vista marrom do Rio Pinheiros. Ainda bem que TV ainda não transmite cheiro.

Desvantagens: Já falei do trânsito né? A Berrini só é a melhor opção se os seus compromissos são exatamente lá.

Dicas de hotel perto da Berrini: muito bem localizado na Rua Guararapes, perto de esquina com a Berrini e com fácil acesso à Marginal Pinheiros, o Estanplaza Nações Unidas tem bons preços e é muito bem avaliado. Perto dele, numa região cheia de bons restaurantes, outra boa opção no bairro é o 4 estrelas Intercity Berrini.

3. Vila Olímpia – Para ser moderno futurista (hotéis aqui)

vila olimpia sao paulo
Cruzamento da Avenida Funchal com a Gomes de Carvalho. Vista de dentro da lanchonete Wendy’s.

A Vila Olímpia está exatamente entre o Itaim Bibi e a região da Berrini, no Brooklin. O bairro é novo, abarrotado de construções, hotéis, prédios espelhados e helipontos. Já saiu em diversas reportagens como o  único bairro do mundo que possui mais helipontos do que pontos de ônibus.  É também onde se concentram aqueles prédios novos com apartamentos minúsculos.

Desvantagens: como a Vila Olímpia é muito comercial, o bairro é cheio nos dias úteis e praticamente abandonado aos finais de semana. Não espere ver pessoas passeando com cachorros ou padarias abertas aos domingos.

Facilidades: como é, digamos, 90% comercial, o bairro tem ótimos restaurantes de quilo abertos durante a semana. Sem dúvidas bem melhor para comer do que a região da Paulista. Num raio menor que 1 km, a Vila Olímpia abriga dois grandes shoppings centers: o mediano Vila Olímpia, com boas opções de alimentação, e o luxuoso JK Iguatemi, lotado de madames e lojas de grife. Quanto a transporte, o bairro é servido pela estação Vila Olímpia de trem, que se conecta à linha amarela do metrô. A estação é vazia em horários alternativos e lotada na hora do rush.

Dicas de hotel na Vila Olímpia: antes de morar em São Paulo, me hospedei no Caesar Business, que tem fica quase em frente ao Shopping Vila Olímpia e tem boa oferta de restaurantes ao redor. E ele fica no mesmo prédio da Academia Reebok. O bairro também tem boa oferta de flats bem localizados, como o Villa Funchal, que fica entre os shoppings JK Iguatemi e Vila Olímpia, e tem farmácia e Starbucks na rua ao lado.

4. Moema – Para ser paulistano de primeira classe (hotéis aqui)

Bairro residencial, logo abaixo do Itaim Bibi. É um bairro tranquilo, que tem um estilo tradicional de São Paulo, com boas padarias, um grande shopping center, boas pizzarias e muita gente andando entre ruas arborizadas. Para os visitantes, Moema conta com alguns hotéis (não tantos quanto o Itaim e os Jardins) e muitos flats. Talvez seja o bairro da cidade que mais tem flats e onde eles têm o melhor custo-benefício.

Desvantagens: Moema também ainda não conta com metrô e, se você não gosta de avião tirando um fino da sua janela, melhor buscar algo mais distante da rota de pouso do aeroporto de Congonhas.

Facilidades: o grande centro de compras do bairro é o  Shopping Ibirapuera, um dos mais antigos de São Paulo. O bairro também tem uma das unidades mais antigas da Pizzaria Bráz, umas das melhores de São Paulo. Algumas regiões do bairro são coladas no Parque Ibirapuera. De táxi ou ônibus, se chega à Av. Paulista em 15 minutos.

Dicas de hotéis e flats em Moema: se quiser se hospedar  perto do Parque Ibirapuera , a dica é o Mercure Apartments. Perto do Shopping Ibirapuera, tem o 4 estrelas Bourbon Convention e até um hostel, o Hostel Ibirapuera. Numa rua mais tranquila, a dica é o Estanplaza (adivinha) Ibirapuera.

5. Pinheiros / Vila Madalena – Para ser cool (hotéis aqui)

O bairro de Pinheiros é um dos maiores da parte “nobre” de São Paulo. Por isso mesmo é bom ver em qual região você pretende ficar. Escolhendo a rua certa, sem dúvidas o bairro é um dos melhores lugares onde ficar em São Paulo. As ruas Cardeal Arco Verde e Teodoro Sampaio são a parte feia do bairro, parecem um centro decadente, mas são excelentes lugares para comprar, respectivamente, instrumentos musicais e móveis. A região do Largo da Batata, um antigo terminal rodoviário, vem sendo revitalizada, tem estação de metrô e fica ao lado do Mercado de Pinheiros, mas ainda é uma região que eu não recomendo para hospedagem, por concentrar muitos casas de prostituição e forrós risca-faca.

Então onde ficar em Pinheiros? A primeira opção deve ser a Rua dos Pinheiros e quarteirões ao redor, como nas excelentes ruas Mateus Grou e  Fradique Coutinho, onde está uma estação de metrô da Linha Amarela . A região é certamente uma das mais descoladas da cidade. Sabe aquela sorveteria vegana? É lá. Aquele petshop para quem cria hasmters? É lá. Aquela hamburgueria da moda? É lá. 90% do que é cool ou vanguarda em São Paulo, surge primeiro nessa região de Pinheiros.

O que fazer em Pinheiros: uma atração interessante para visitar em Pinheiros é a feira da Praça Benedito Calixto. De estátuas velhas a roupas hippie, na feirinha você encontra de tudo. É um eterno point de hipster, bem entre as tumultuadas ruas Cardeal e Teodoro. Funciona somente aos sábado, das 14h30 às 18h30.

Vila Madalena: sim, a Vila Madalena, apesar de já ser considerada um bairro independente por vocação e estilo, é na verdade uma sub-região de Pinheiros. Entre ladeiras intermináveis e galerias de fundo de quintal, a Vila Madalena concentra restaurantes da moda e dezenas de bares lotados. Tem bar pra todos os gostos. Isso se você gosta de lugares lotados, é claro. Tem alguns dos melhores hostels de São Paulo.

Desvantagens: poucos hotéis na parte realmente boa do bairro. Os flats que existem ainda foram pouco avaliados no Booking e no Tripadvisor, sistemas de hospedagem mais confiáveis.

Dicas de hotéis e hostels em Pinheiros: recomendo o Pinheiros Room, o bonito Grou SP e o simpático Hotel L’Opera, poucas quadras abaixo dos restaurantes e bares da moda. Pertinho das melhores coisas do bairro também está um dos 5 hostels mais bem localizados de São Paulo, o The Pod Hostel.

6. Itaim Bibi – Para fazer tudo a pé, como as modelos (hotéis aqui)

Sem dúvidas a melhor opção para quem vem a negócios e excelente também para os turistas. O bairro concentra as empresas mais modernetes do mundo (Facebook e Google), as maiores agências de modelos da cidade e pelo menos um exemplar de cada bom restaurante, como América, St. Louis, Baruk e Les 3 Brasseurs, além das melhores redes de hotéis, como Tryp e Staybridge, e hotéis mais simples e baratos, como o super bem localizado Hotel Gran Chevalier.

Muitos restaurantes: o Itaim Bibi é provalmente o bairro brasileiro com mais restaurantes japoneses por metro quadrado. E mais restaurantes franceses. Também tem restaurantes espanhóis, cantinas italianas, hamburguerias, sorveterias, churrascarias e excelentes botecos. Ótimo para quem se hospeda a trabalho ou turismo.

O melhor bairro para caminhar em São Paulo: o bairro concentra tudo em poucos quarteirões, que podem ser facilmente percorridos a pé. Diferente de outros bairros de São Paulo, o Itaim Bibi é totalmente plano e suas ruas são paralelas. Assim dá pra andar sem suar e sem se perder. Como o bairro é movimentado noite e dia, considero uma das regiões mais seguros se São Paulo. E se suar de tanto andar, é só parar em alguma das excelentes sorveterias do bairro, como a Vipiteno e a Cuordicrema.

Desvantagens: o Itaim Bibi não possui metrô e tem um trânsito complicado. Mas se locomover é facil, já que é delimitado por grandes avenidas (Nove de Julho, Faria Lima e Juscelino Kubitschek) e sua localização é excelente, entre os Jardins, a Vila Olímpia, a região da Berrini e a Vila Nova Conceição, além de estar a apenas 7 km da Av. Paulista.

Facilidades: o Itaim Bibi não tem um grande shopping center, mas conta com o Brascan Open Mall, um pequeno shopping a céu aberto, com ótima praça de alimentação, onde estão Burger King, Mcdonald’s, Starbucks, Galeto’s, Braugarten e outros, além da rede Kinoplex, livraria Saraiva e alguns serviços. Além de ser próximo ao Ibirapuera, o bairro conta com seu próprio parque: o Parque do Povo, inaugurado em 2008, com ciclovia, pista de caminhada, jardins e gramados.

 Dica de hotel no Itaim Bibi:  como falei acima, já me hospedei e gostei bastante do Tryp, que fica no centro do bairro e tem ótimos restaurantes ao redor.

Mais dicas de onde ficar em SP

Fotos: Buenas Dicas; Michell Zappa (Beco do Batman, Vila Madalena – CC BY-SA 2.0). Outras: Buenas Dicas.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • Touron: agência de turismo online para reservar passeios e traslados
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo

Descontos para economizar na viagem

 
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

203 Comments

  1. Boa noite!
    Em abril eu, minha amiga e minha sobrinha vamos passar 5 dias em SP. Queremos ir na 25 de março, na Liberdade, Bras entre outros lugares, mas esses são os principais dessa nossa viagem. Vc indica algum bairro q seria de mais fácil acesso a esses lugares e q tenha um precinho bacana para hospedagem? Desde ja agradeço.

    • Rita de Cassia responder

      Olá boa noite!!!! Estou indo numa formatura aí em São Paulo em outubro nos seguintes locais: igreja nossa senhora do Brasil, sala são Paulo, Vila dos ipês e pro magno, gostaria de ficar o mais perto possível destes locais onde devo me hospedar, qual o bairro? Obrigado

      • Nivaldo responder

        Olá, Rita. Tracei esse mapa com os lugares que você precisa ir. Repare que a localização da Paróquia Nossa Senhora do Brasil é no meio dos caminho. Por coincidência, esse também é um dos melhores bairros pra se hospedar em SP, no Jardim Paulista (região da Av. Paulista). Há boas opções de hospedagem nessa área. Um dos hotéis com melhor custa benefício é o Quality Oscar Freire. Ele fica a poucos metros de bons restaurantes e da estação de metrô Oscar Freire, que vai ajudar você a chegar mais rápido em pontos turísticos. Resumindo, fica nos Jardins! E boa viagem!

  2. Raíssa Eccard responder

    Boa tarde, vou para o festival Lollapalooza 2019, e gostaria de dicas de hospedagem! Onde posso ficar, qual lugar posso conhecer, local onde tenha metrô e etc… Nunca fui á SP, vi que no Autódromo não é tão legal de se hospedar e que vale mais a pena um local um pouco distante mas que tenha fácil acesso a metrôs, gostaria muito da sua ajuda para saber onde posso ficar! Agradeço desde já

  3. Oi Nivaldo! Vi que você tem dicas perfeitas para viagens à São Paulo. Vou me hospedar no Meliá Paulista, e quero saber se dá pra andar na região a pé ou metrô e quais pontos turísticos mais proximos. Claro que quero ir também à 25 de Março. O que você me indica?

    • Nivaldo responder

      Olá, Juliana. Que bom que as dicas estão ajudando. Eu já morei pertinho do Meliá Paulista e é uma ótima localização. Fica bem em frente ao metrô, não tem nada mais prático. Nessa região, recomendo lanchar na Bella Paulista e como um Pastel de Belém na Manteigaria. Dê uma volta no Conjunto Nacional, onde fica a grande Livraria Cultura. O MASP, o mirante da 9 de Julho e o Parque Trianon ficam a apenas 4 quadras do hotel (o MASP é lega, esses dois últimos passe apenas pra dar uma olhada e durante o dia). Andando mais alguns quarteirões, recomendo o Blue Pub. Pode ir a pé também até as baladas da Rua Augusta (se descer demais, melhor voltar a pé).

      É uma região movimentada até altas horas. Na própria Paulista, ando de boa mesmo depois da meia-noite. Com o metrô em frente ao hotel, vai ser fácil ir até a 25 de Março, aos pontos turísticos do centro e a pólos gastronômicos como a Rua dos Pinheiros.

  4. Boa tarde Nivaldo.
    neste mês terei um congresso em Águas de Lindóia, e vou aproveitar para alugar um carro apos o congresso para conhecer Campos do Jordão e para finalizar a viagem quero conhecer um pouco mais de SP. Estou querendo ficar dois dias em São Paulo com meu esposo e estou super perdida onde me hospedar e o que conhecer em dois dias.
    Sou doida pra conhecer o mercado municipal, o Ibirapuera como também jantar no Paris 6 (entre outras coisas claro).. enfim, pensei em ir de carro de Campos do Jordão até SP e entregar o carro (pq dirigir em SP deve ser um tormento).
    Pelo seu post me hospedar em Itaim Bibi seria interessante, mas também não sei o que tem de pontos turísticos próximo.
    O que você indicaria?? Lembrando que meu voo de volta pra casa sai de Guarulhos.
    Obrigado desde já pela atenção.

    • Nivaldo responder

      Oi Pamela. Já ia te dizer isso mesmo, é melhor evitar circular de carro em São Paulo. Além do trânsito lento, é muito caro pra estacionar.

      Então, eu quase sempre indico o Itaim Bibi porque é o melhor bairro para andar a pé, inclusive à noite, e comer a qualquer hora, porque tem dezenas de bons restaurantes, todos próximos. Além de ser todo plano. O defeito do bairro, para turistas, é não ter metrô. Então você vai precisar de táxi ou aplicativos de transporte para ir até pontos turísticos, pois a maioria fica no centro, como falo no post O que fazer em SP. Apesar de não ter metrô, a localização do Itaim Bibi é estratégica, a menos de 15 minutos de carro de atrações como Mercadão, MASP e Vila Madalena. Dependendo da horário, claro.

      Mas, pra quem vai fazer o turismo básico em São Paulo, com foco em pontos turísticos do centro, o melhor mesmo é se hospedar perto da Avenida Paulista. Assim você vai de metrô para a Sé, República, Viaduto do Chá, 25 de Março e outras atrações no centro. E pode ir a pé para o MASP e restaurantes dos Jardins. Inclusive para o Paris 6 e Rua Oscar Freire, dependendo da região do seu hotel. Por exemplo, o Hotel Matiz Manhattan fica a menos de 10 minutos a pé do metrô Consolação e do MASP, para um lado, e apenas 4 quarteirões acima da Oscar Freire, que você combina com um almoço no Paris 6 (Ou outros restaurantes bem melhor e com menos fila. Já fui algumas vezes ao Paris 6 e nunca gostei nem da comida e nem da sobremesa).

      Ah, aproveitando que vai curtir o frio na serra, dá uma olhada também nas minhas dicas de Onde ficar em Campos do Jordão. E se ainda tiver dúvidas, é só perguntar.

      • Boa tarde Nivaldo, muito obrigado por toda sua explicação. Pra nós é sempre meio complicado entender SP mas você facilitou um pouco.
        Mesmo assim tenho dúvidas do que conhecer por ai e se será necessário uso de metro mesmo, enfim! Por mais que eu queira ficar em ITAIM, talvez eu aproveite mais ficando mais próximo a Avenida Paulista mesmo, assim também visito o Jardins e não fico tão depende de transportes. Teria algum outro hotel que você poderia indicar? Tem o hotel ibis próximo de la, queria algo com custo menor.
        Quanto a campos, valeu pela dica de hotéis, espero conseguir aproveitar bem o local.
        Ah sobre aluguel de carro, onde tu indica com melhor valor? ate porque pretendo retirar o veículo no aeroporto de Guarulhos e também não sei onde da pra entregar em SP.
        Brigadão por todas as dicas.

        • Nivaldo responder

          Boa tarde. Então, na própria Av. Paulista tem o Ibis Paulista. Perto dele e geralmente mais barato, tem o Ibis Budget Paulista, onde inclusive já me hospedei antes de morar em São Paulo. Ambos ficam a poucos passos do metrô.

          Agora, mais barato do que eles e a tipo 600 metros da Paulista, na Rua Frei Caneca, tem o Hotel San Gabriel. No booking tem muitas outras opções, dá uma pesquisada lá, olhando no mapa deles.

          Das últimas vezes que aluguei carro, fui na Movida, porque eles dão 3 horas a mais pra devolver o carro e tem várias lojas em São Paulo. Também vale a pena pesquisar preços na RentCars. Aí, no seu caso, é melhor escolher uma locadora que tem loja perto do seu hotel, o que não vai ser difícil, já que muitas tem ponto em Guarulhos e perto da Av. Paulista.

      • Boa tarde, Nivaldo. Muita gratidão pelo seu trabalho nesse site. Obrigada, por expor suas opinioes, sugestões e tantas informações importantes e interessantes com clareza e objetividade a respeito de viagens e afins.

        Eu gostaria de pedir uma ajuda..
        Estou indo fazer um curso por 3 meses no CERS, que fica na Rua Bela Cintra no CONSOLAÇÃO.
        Preciso de um lugar pra me acomodar por esses 3 meses de estudo, o mais próximo possível do curso, pela praticidade e otimização do tempo no descolamento.

        Nesse caso seria melhor (custox benefício) alugar um quarto em uma Pensão ou Hostel?!
        Haveria algum pra me indicar nessa rua ou redondezas?

        Obrigada.

        • Nivaldo responder

          Olá! Muito obrigado, é um prazer continuar ajudando os viajantes.

          Bom, opções não faltam pra se hospedar nessa região. Por exemplo, o Bee Hostel fica a poucos metros do CERS. Essa é a região mais tranquila do bairro. Morei na Consolação por pouco mais de um ano, e sempre preferia passar pela Bela Cintra pra chegar em casa, evitando o caos da Rua Augusta.

          Problema é que, pra 3 meses, vai sair muito caro se hospedar o tempo todo em hotel ou hotel. Procure também pelo Airbnb, apesar de também ter muitas coisas caras, por causa da localização.

          O que eu faria: reserve um hostel por alguns dias ou semanas até encontrar uma pensão ou apartamento para dividir com alguém do curso, por exemplo. Provavelmente vai ter mais gente na mesma situação.

          Outra dica: procure também hostels, pousadas e pensões na Vila Mariana, perto do metrô. É um bairro muito mais barato do que a região da Paulista, e como seu curso fica quase ao lado da estação, vai chegar lá em 10 minutos.

          Aliás, com essa proximidade também com a Estação Paulista da Linha Amarela, olhe também em Pinheiros, perto da Estação Fradique Coutinho, como o The Pod. Olha só o último post do Buenas Dicas: dicas de hotéis e hostels perto das melhores estação de metrô em SP.

  5. Oi Nivaldo !

    Me passa umas dicas….

    Estou indo com a família primeira vez em Sampa e nosso objetivo é turistar e 25 de Março.

    Vamos chegar por Guarulhos e pretendo me locomover de carro uber, 99pop…

    Me ajuda aí….vejo que o Itaim Bibi é um bairro muito indicado por você tô quase convecido de ficar por lá….serão 5 dias por entre dias de semana e fim de semana.

    Obrigado e bom fds !!

    • Nivaldo responder

      Olá, Luciano. Verdade, indico muito o Itaim Bibi. Morei 3 anos no bairro, e acho lá um dos lugares mais seguros de São Paulo e um dos únicos locais agradáveis pra andar até à noite, pois é um bairro plano, bem iluminado e com ótimos restaurantes praticamente em todas as ruas. Tudo que tem nos Jardins, tem no Itaim, com a diferença que nos Jardins tem ladeiras e as distâncias são maiores.

      Exceto pelo MIS e pelo Museu da Casa Brasileira, não tem outros lugares reconhecidos e de apelo turístico no bairro, além de não ter metrô. Mas como seu plano é andar mais de Uber e táxi, é uma boa escolha. Pois o Itaim Bibi fica perto da Paulista e tem fácil acesso por avenidas rápidas (em horários com menos trânsito) até o Centro, onde estão a 25 de Março, o CCBB, o Mercadão, entre outras atrações.

      Dá uma olhada aqui no Booking na lista de hotéis no Itaim Bibi. Se nada te agradar, como opção secundária indico a Paulista, que apesar de ter hotéis mais caros, tem a vantagem do metrô. E, se estiver em SP no domingo, não deixe de passear pela Av. Paulista, que fica fechada pra pedestres.

    • Marília Costa responder

      Boa noite Nivaldo. Também estarei indo com minha família, incluindo crianças de colo, para passear, levar as crianças ao zoo e aquário por exemplo. Qual bairro você recomenda?

      • Nivaldo responder

        Olá, Marília. Pra ir no lugares que você falou, pode se hospedar na Vila Mariana ou Moema. O Paraíso, perto da Paulista, também é uma boa opção.

    • Olá Nivaldo!

      Preciso de auxílio, estou pra sampa na próxima semana, tenho um evento no são paulo expõ na rodovia dos imigrantes.estou em dúvida onde me hospedar .gostei muito do Itaim pelas suas indicações é por vc dizer que lá é um dos lugares mais seguros uma vez que estou indo sozinha.mas estou em dúvida quanto à distância pelo fato do bairro não ter acesso ao metro.gostaria de ficar em um lugar seguro,de fácil deslocamento é que seja tranquilo andar à pé tanto de dia como à noite. Porque pretendo conhecer alguns pontos turísticos.o que vc me sugere Itaim ou próximo à avenida paulista ? Ficando no itaim é fácil locover de lá para o são paulo expo é avenida paulista ? Tinha olhado hotel na avenida adoock lobo sabe me dizer sê é uma região tranquila?

      • Nivaldo responder

        Olá. Pra ir no São Paulo Expo Imigrantes é melhor se hospedar mais pro zona sul ainda, abaixo do Itaim Bib. Isso pra facilitar o transporte. O “bairro bom” mais próximo é Campo Belo. Mas é muito residencial, não tem tanta oferta de restaurantes e ficar distante dos interesses turísticos de São Paulo, além de quase não ter hotéis. Entre o Itaim Bibi e Campo Belo, tem o bairro de Moema. Região rica, com bons restaurantes, shopping, madames passeando com cachorros. Menos interessante do que o Itaim, mas vai facilitar o transporte até o evento.

        É isso, de bairros bons onde dá pra sair pra jantar a pé à noite, os mais próximos são Moema e Itaim Bibi. Tem bons hotéis perto do Aeroporto de Congonhas, mas ali é inóspito pra quem gosta de circular a pé.

        A Haddock Lobo é legal. Bom lugar pra se hospedar. Aí é só pegar o metrô Consolação (Linha Verde) e trocar pra Linha Azul na estação Paraíso e seguir nela até estação mais próximo do Expo Imigrantes. Boa escolha. Seria a minha escolha.

        • Nivaldo

          O que vc me diz do hotel Astron Garden localizado na rua Dr.melo alvez seria uma boa escolha?

          • Nivaldo

            Que bom que já encontrou outro. Não estava encontrando a localização nem o bairro desse hotel aqui. Abraço.

        • Nilvado muitíssimo obrigada pelas dicas, como você me ajudou.Estava totalmente perdida.Já ia me hospedar numa região considerada perigosa é nem fazia idéia kkk suas pastagem são excelente me fez entender um pouco como funciona São Paulo! Fiquei super curioso é com vontade de hospedar em Itaim, mas segui seu concelho é optei por ficar próximo alguma metro para facilitar minha locomoção para meu evento. Optei por ficar no
          Central Park Flat Jardins
          Al. Ministro Rocha Azevedo.espero que tenha feito boa escolha.percebi fica próximo haddock é alameda Jaú espero ter acertado kkk muito obrigada mesmo já estou indicando a página para vários amigos. ☺

          • Nivaldo

            Oi Ana! Que bom que ajudou. Escolheu uma ótima localização, lugar bonito (pra são paulo) e com bons restaurantes. Vá com sapato confortável e sem salto, porque do seu flat até a Paulista a subida é forte.

            Obrigado, indica mesmo 👍🏼👍🏼👍🏼. Boa viagem.

  6. Ouvi falar de um ponto que apenas os locais de Perdizes conhecem, uma torre que nunca se apaga, um ponto de referência para as almas perdidas vagando os bares e a sarjeta…

    • Nivaldo responder

      Olá, Dêivis. Essa torre, que emerge na zona mais alta da capital, antigamente era conhecida como Torre da Band. Em 2011 a nomenclatura popular mudou, após a visita de um DJ, guitarrista e cover brasiliense de Freddie Mercury (dizem que ele viajou para fazer turismo sexual). Desde então ela passou a ser conhecida, segundo moças de todos os sexos, como Torre Abramo. Quem viu de perto confirma que a estrutura é realmente rosa, embora não seja legal dizer essas coisas em tempos de polêmicas de Copa do Mundo.

      Fora a curiosidade, essa é uma boa região para se hospedar em São Paulo, perto de restaurantes e de estações do metrô.

  7. Olá, Nivaldo. Eu estou querendo morar em sampa, quarto individual, cozinha coletiva, banheiro coletivo ou individual. Não fumo, não bebo, não tenho animal. Sou psicanalista. Quero algo bem barato, tipo no máximo 600,00. Provavelmente algum tipo de pensão ou pensionato. Será que vc pode me dar alguma dica? Obrigado!

  8. Ola! Estou indo à São Paulo em meados desse mês (jun/18) e ha alguns dias ja venho pesquisando hoteis. Em principio pensei no centro, aí vem a polêmica: uma amiga paulistana que mora em BH me disse para não ficar no centro, ja um amigo paulistano que mora em Fortaleza me recomendou ficar no centro na regiao da Consolação. Vou com minha filha adulta e nosso proposito é turistar mesmo, mas claro que ir às compras também está na nossa programação. Pelo fato de minha amiga me falar que o centro é perigoso, acabei ficando receiosa em me hospedar la. Gostaria de um local em que eu não precisasse temer assaltos pois moro em Fortaleza, local deveras violento e estou fugindo disso ao menos nesses dias em que estarei em S Paulo. Não pretendemos andar a pé de noite. Por favor, me indique locais que tenham hoteis bem localizados. Se puder me indicar alguns locais para programa de turista, além de restaurantes, bares e o que mais você puder me passar de dicas bacana. Grata desde já. Ah, e parabens pelas dicas preciosas contidas neste texto. Abçs

    • Olá, Luciene. A divergência entre as opiniões dos seus amigos é normal. Porque o centro de São Paulo é assim, ou você ama, ou você odeia. Eu nunca gostei e passei 4 anos evitando chegar perto. Por fim, precisei fazer um curso bem na Praça da República, época em que comecei a andar muito na região. Ainda não gosto, mas aprendi a ver o lado legal do centro, além dos problemas. Se fosse bem cuidado, seria um dos centros históricos mais bonitos da América Latina. Daria show em Buenos Aires, Santiago e Bogotá, porque é muito mais grandioso. O problema é que tem partes muito sujas, prédios destruídos regiões inteiras dominadas pelas cracolândias. E não pense que os viciados ficam parados em um só lugar… Já vi situações que pareciam coisa de The Walking Dead.

      Apesar disso, e lembrando da grandiosidade arquitetônica e cultural do centro de SP, ele merece ser explorado. Pra isso, tem que saber os melhores horários e dias da semana. Em dias de semana, vá pela manhã e evite os horários de pico, tipo após as 17h. Aos finais de semana, é melhor no horário de almoço, porque tem bons restaurantes funcionando, e lugares legais como a Casa Mathilde. Qualquer dia, evite sair à noite, porque é terra de ninguém. Indo de manhã, até o meio da tarde você consegue ver os lugares mais interessantes, como o Theatro Municial, o CCBB e o Mercadão. Dá pra andar entre todos esses pontos e, pra acelerar, é só pegar o metrô.

      Abaixo vou indicar alguns lugares pra conhecer. Pra saber mais, olha minha lista sobre O que fazer em São Paulo, com roteiros clássicos e programações fora da rota turística.

      Sobre hospedagem

      Como turista, inevitavelmente você vai precisar andar no centro. Mas acho que sua viagem vai ser mais agradável se escolher outro bairro pra ficar. Pra você, que quer segurança pra ver coisas bonitas e comer bem, é melhor se hospedar no Itaim Bibi. Bairro moderno, com ótimos restaurantes e, mesmo que não tenha planos de andar a pé, vai ser difícil resistir, inclusive à noite. Fica a 10 minutos de carro da Paulista e a 15 minutos do Centro, dependendo do trânsito. Além disso, o próprio bairro tem lugares interessantes pra conhecer, como o MIS, o Parque do Povo, o JK Iguatemi, a rua de lojas João Cachoeira e m Museu da Casa Brasileira.

      Além de tudo isso, o Itaim Bibi é um bairro plano, o que facilita as caminhadas, e tem hotéis com melhor custo-benefício do que nos Jardins, perto da Paulista. Dá uma olhada aqui, uma lista com ótimas hotéis no Itaim Bibi. Se tiver alguma dúvida sobre ruas e localização, é só perguntar.

    • Muitissimo obrigada pelas dicas mais que uteis e preciosas. Vou priorizar a hospedagem no Itaim Bibi, principalmente considerando o quesito segurança. Grata!

  9. Olá!
    Por favor, gostaria de saber sobre o Distrito República em São Paulo. É um local seguro para se hospedar por 1 final de semana? Irei a trabalho.
    Quais os outros bairros com bom custo-benefício e seguro para se hospedar?
    Obrigada.

    • Olá, Carol. A República é o miolo do centro de São Paulo. Acho lá mais seguro em dias de semana, com movimento no comércio e nos metrôs. Fim de semana fica mais largado. Ainda assim, acho OK pra andar a pé durante o dia. Se for andar de carro na região, melhor manter os vidros fechados, porque é cheio de ladrão de celular nos semáforos (armados com faca e revólver). Não é pra colocar pânico, mas já roubaram amigos meus lá assim, então é melhor avisar. Comigo mesmo nunca aconteceu nada por lá, e já andei bastante, tanto em dias úteis quanto em finais de semana, percorrendo lugares culturais como CCBB e Theatro Municipal. E essa é a vantagem de se hospedar por lá, porque dá pra fazer esses passeios legais a pé.

      Se não for longe do seu local de trabalho, recomendo mais que se hospede no Itaim Bibi. Acho uma região mais seguro do que os Jardins, e tem hotéis com melhor custo-benefício.

      Resumindo, se for mais perto do seu local de trabalho e estiver muito mais barato, pode se hospedar no centro. Ficando esperta e não andando à noite, tudo bem. Mas se for só um pouco mais em conta e a distância não atrapalhar, melhor ficar perto da Paulista ou no Itaim Bibi.

  10. Boa noite! O que você poderia dizer sobre quem vai a um jogo no Estádio do Morumbi (Cícero Pompeu)? Irei a São Paulo para ver um jogo no estádio, único objetivo, e gostaria de saber se vale a pena se hospedar nos arredores ou se é melhor ficar em um desses bairros acima citados, já que tem os caminhos de ida e volta para o Aeroporto de Congonhas.

    Obrigada!!

    • Oi Vanessa. Tem poucos hotéis perto do estádio. Se algum deles te interessar, é uma escolha que vai te poupar de qualquer atraso, principalmente por causa de trânsito. Se puder ir a pé, melhor ainda. Bom que economiza táxi.

      A escolha oposta é se hospedar em frente ao aeroporto, num hotel que é só sair do saguão e atravessar a rua. Tipo o Ibis Congonhas.

      No seu caso que não quer fazer mais nada em São Paulo (apesar de todas essas dicas aqui), essas são as melhores escolhas pra economizar tempo e dinheiro com transporte.

      Mas, no caminho entre o Morumbi e Congonhas tem bairros legais como o Itaim Bibi e Moema, onde estão ótimos restaurantes e muito mais hotéis pra escolher.

      Resumindo, você tem muitas boas opções. No seu lugar, eu escolheria mais pelo custo-benefício do hotel, considerando essas três regiões.

      • Exagerei como único objetivo, mas é porque ficarei somente um dia e uma noite. Mas, claro que precisarei ir a restaurantes e passar o dia. O que acha de Pinheiros? Obrigada!

        • Ótima escolha. A rua dos Pinheiros e imediações tem ótimos restaurantes, sorveterias e lugares legais pra conhecer.

  11. flavia mayara Freitas Nunes responder

    Oi oi, cai nesse post procurando sobre qual bairro do centro para morar ! hehe Pelo que eu li nos comentários as indicações como itaim/pinheiros, etc.. perfeitos para hospedagem, mas para alugar fica surreal de cara a região. :(
    Estou mudando de Florianópolis para São Paulo, na procura de um bairro barato, para quem não tem carro de pra fazer as coisas a pé, seguro e de fácil localização. Encontrei algumas opções na Consolação, Republica e bela vista… (tenho um e-commerce, maior parte do trabalho é em casa, mas também tem bastante visita a fornecedor, reuniões em regiões centrais). Se você como morador puder passar alguma dica, sugestão seria muito bacana! Obrigada e desculpa textão de uma desesperada!

    • Oi Flávia. Pois é, entre morar e se hospedar mudam alguns critérios, principalmente por causa do preço. Eu já morei em Perdizes, Pompeia Itaim Bibi, Brooklyn e Consolação (na Rua Frei Caneca, perto da Paulista). Sempre sem carro. Cada lugar tem vantagens e desvantagens. O lugar que mais senti falta de carro, por incrível que pareça, foi na Consolação, único lugar que dava pra ir a pé ao metrô. Isso porque era no mínimo 10 minutos de caminhada até a estação ou até algum ponto de ônibus. Outro problema da Consolação é a grande quantidade de craqueiros e doidões nas ruas, a qualquer hora. Já no Itaim, não tem metrô, mas tem localização mais estratégica, ruas mais seguras e ponto de ônibus em qualquer esquina. Já em Perdizes e Pompeia, o problema é andar à noite, porque algumas ruas são muito paradas e escuras. Brooklyn é um misto de comercial e residencial, por isso é legal a qualquer hora, embora seja muito na zona sul, longe dos lugares mais legais de São Paulo.

      Então, mesmo que não vá todo dia até seus fornecedores, é melhor não morar muito longe. E evite ao máximo se locomover em horários de pico.

      Se seus fornecedores ficam em locais centrais, próximos a estações de metrô, então é melhor morar perto de uma estação também. Tipo na Vila Mariana. Acho que é o bairro residencial com melhor custo-benefício nesse sentido. Tem muitos apartamentos próximos às estações e o aluguel não é muito caro.

      Apesar do grande número de nóias na rua, beirando o minhocão, Santa Cecília é perto do centro, tem metrô e aluguéis em conta.

      Outra opção, bem mais cara, é morar nos Jardins e Cerqueira César.

      De qualquer forma, na maioria dos casos não adianta só olhar o bairro, porque todos têm ruas boas e ruas ruins. Vale a pena sempre dar uma conferida do Google Street View pra sentir o clima do lugar.

    • Então dá mais uma pesquisada nesses regiões. Se tiver mais dúvidas sobre bairros, ruas, segurança ou o que for, pode perguntar à vontade. (Embora a melhor dica que eu possa dar seja pra você continuar morando em Santa Catarina).

      • flavia mayara Freitas Nunes responder

        Nivaldo muitooo obrigada por compartilhar essas informações! sério, ajudou muito muitoo. :) Um abraço

  12. Boa noite Nivaldo,

    dei uma olhada em suas dicas e gostei muito. Facilita bastante para quem quer conhecer SP.
    Apesar de ter clareado bastante as idéias, confesso que permaneço com algumas dúvidas, poderia me ajudar?
    Vou para o Lollapalloza e estou bem perdida quanto aos hotéis… Fiz uma reserva já algum tempo no WZ Jardins (ainda pode ser substituído por outro hotel), mas depois de ler suas dicas já não sei se é um bom lugar para ficar. Irei para os 3 dias do festival, e ficarei ate terça-feira. O objetivo é aproveitar o festival ,ficar num local mais próximo pra me locomover mas sem perder a vantagem de estar perto de lugares bons pra sair, almoçar e coisas afins.
    Quero hotéis pela bancorbrás, há algumas opções em Moema, Morumbi, Vila Clementino, Consolação, Vila Olimpia… Desses bairros qual o melhor para locomoção, restaurantes e saídas?
    Se facilitar, posso enviar nomes de hotéis que pesquisei pela bancorbrás…
    Agradeço seu retorno,
    Carla

      • Valeu Nivaldo, também estava com as mesmas duvidas e consegui resolver bem rápido, ainda bem que não tinha fechado nada ainda.

      • Boa tarde

        Tira uma duvida, vc coloca o Hotel San Gabriel nas suas postagens, como hospedagem. Qual a diferença dele para o Moncloa, estou na duvida para reserva.

        Grata

        • Olá, Marcelle. Eu falo sobre o San Gabriel porque é um hotel que conheço. Já visitei os quartos e morei 1 ano no quarteirão dele.

          Não conheço esse Moncloa. Vi no mapa agora que fica na Rua Augusta, mais distante da Av. Paulista. Parece ser um bom hotel e tem nota quase 8 no Booking, o que é ótimo. Mas, comparando, acho essa região mais feia e perigosa pra andar à noite.

          Se estiverem na mesma faixa de preço na data da sua viagem, recomendo se hospedar no San Gabriel, por ser uma região mais segura e mais próximo do metrô, além de ter nota mais alta no Booking. Além de ter mais opções de restaurantes próximos, inclusive no Shopping Center 3, pertinho dele.

  13. Olá Boa Tarde Preciso de uma ajuda estou querendo ir a São Paulo com a minha esposa nos dias 2,3,4 e 5 de Maio, será nossa primeira vez na cidade , Poderia nos dar dicas de onde ficar e quais as atrações que não podemos deixar de visitar

    Desde Já Muito Obrigado Pela Ajuda

    • Nivaldo responder

      Oi, Jonatas.

      Como é a primeira vez e querem conhecer o essencial da cidade, recomendo se hospedar perto da Av. Paulista, região rica em metrôs e com fácil acesso ao centro, restaurantes e pontos turísticos. Nas datas da sua viagem, o hotel Royal Jardins tá com preços bons. E a localização é uma das melhores da cidade.

      Sobre programação, fiz um pequeno guia: O que fazer em São Paulo.

      Tem dicas de restaurantes, parques, museus e outras atividades.

  14. Thiago Pereira responder

    Bom Dia… Nunca fui a São Paulo… Em julho/18 queremos passar apenas dois dias na capital (18 a 20/07/18) com a intenção de fazer pequenas compras na região central, 25 de março, etc… Não sei onde nos hospedar… Irei com minha esposa e minha filha de 02 anos… Me indicaram Hotel Intercity Premium Ibirapuera e o Ibis Paulista.. Queremos local seguro e que seja de fácil acesso ao centro… Próximo de metrô… restaurantes.. shoppings.. Você pode nos ajudar?

    • Nivaldo responder

      Olá, Thiago. São dois bons hotéis bem localizados. Mas, pra vc que vai pra primeira vez, recomendo outros dois:

      Tryp Jesuíno Arruda: fica num lugar melhor do que esse Intercity Ibirapuera. Mais perto do centro e da pra curtir o bairro a pé, tem cinema, restaurantes, e acho a região mais segura e limpa da cidade. Este aqui: https://booki.ng/2HOj3bA

      Já o Ibis Paulista é do lado do metrô e a poucos passos da avenida Paulista. Estratégico. A Av. Consolação, onde ele fica, é feia é barulhenta. Mas é só andar dois quarteirões até a parte mais legal do Jardins. Ótimo custo benefício.

  15. Olá, preciso de um feedback seu. Estou indo a São Paulo com meu filho mais novo e preciso encontrar um bairro seguro. Com boa localização, estação de metro por perto, e o principal SEGURO. Indicaria algum hotel dentro dessas possibilidades?
    Minha ida a Sampa é a passeio, zoologico, aquário, etc…….

    • Nivaldo responder

      Oi Gabriel. Pra ter proximidade com metrô e segurança, melhor ficar perto da Av. Paulista. Este hotel Transamérica fica numa das melhores localizações possíveis: https://booki.ng/2otahXJ

  16. Estou mergulhando nas suas dicas… mas é mta informação, estou tentando juntar tudo pra ver o que consigo fazer em 3 dias!rsrs
    Tenho um evento de dois dias no Transamérica Expo Center e quero ficar um dia a mais na cidade pra conhecer o básico. Indica algum lugar que consiga dar uma passeada e ter fácil acesso pra ir pro Transamérica?

    Parabéns pelos posts!!!

    • Nivaldo responder

      Oi Malu, obrigado pelo elogio. No seu caso, é difícil escolher uma localização que seja perfeita tanto pra ir no evento, quanto pra curtir São Paulo. Se for se deslocar muito mais vezes do hotel para o evento, melhor se hospedar perto do Transamerica Expo. Quanto mais perto, melhor, porque o melhor jeito de chegar lá é de carro (a estação Santo Amaro do trem fica a mais de 1 km de distância e as ruas são meio estranhas pra andar, então vá de táxi/uber/cabify). Vi que o Hotel Transamerica parece ser o único na região que dá pra ir a pé.

      Recomendo evitar os hotéis ao redor do Shopping Morumbi. Apesar das facilidades do shopping, a região não é nada amigável com pedestres e os hotéis ficam isolados, sem nada interessante ao redor.

      As melhores opções mais próximas estão na região da Avenida Berrini. Fica a pouco mais de 5 km de distância, mas tem cafés legais e restaurantes que pode ir a pé. Além de muitos motoristas de táxi e aplicativos rodando a região noite e dia. Evite os hotéis na Marginal Pinheiros, porque aí fica um pouco mais perigoso e pior pra caminhar. A localização do Estanplaza Berrini é uma das melhores do pedaço. Aí, além de uma distância ok pro evento, você fica perto da Vila Olímpia (melhores shoppings) e do Itaim Bibi (melhores restaurantes). E também poderá ir de trem/metrô ou táxi até o Centro e Av. Paulista, onde estão os principais pontos turísticos de São Paulo.

  17. Eduardo Rigo da Costa responder

    Boa tarde,
    Estou indo pra aí para ir no lollapaloza, mas gostaria de conhecer um pouco da noite de São Paulo também pois não conheço. Eu li alguns posts sobre onde ficar, mas como não conheço nada fiquei meio perdido. Gostaria de achar um lugar com uma logística boa para ir ao show no autódromo de Interlagos e curtir a cidade também. Tem alguma recomendação?
    Valeu!!
    Muito bom seus posts.

  18. LUIZ ANTONIO GRECO FILHO responder

    Prezados Senhores,
    Não conheço nada em São Paulo e gostaria que me falassem um pouco do bairro REPÚBLICA, pois, o hotel que devo ficar é o Boulevard Inn, na Av. São Luís.
    Vale a pena ficar? Não é um local perigoso?
    Vou eu e minha esposa para conhecer o Mercado Municipal, 25 de Março, ED. Itália, entre outros.

    Obrigado,
    Luiz Antonio

    • Nivaldo responder

      Olá Luiz. É excelente a localização desse Boulevard Inn. Esse trecho da av. São Luís é bonito, arborizado, cheio de prédios, comércios e lugares pra comer. Vai poder ir a pé nos principais pontos turísticos do centro, como esses que você falou, ente outros como a Rua Barão de Itapetininga e o Theatro Municipal. Fiz um curso aí perto e depois da aula saía pra fazer turismo a pé todo dia, é a parte mais bonita de São Paulo.

      Sobre segurança, o Centro de SP merece atenção como em outras capitais brasileiras. Durante o dia é tranquilo andar. Vai ver muitos pedintes, mas o movimento de trabalhadores é bem maior. E à noite é melhor evitar andar nas redondezas. De carro, mantenha os vidros fechados quando parar em semáforos.

Comentários