Pucón é um dos destinos mais incríveis do Chile. Subestimada no inverno e disputada no verão, a cidade tem atrações diferentes o ano inteiro. Veja essa lista com esportes, atrações, belezas naturais e comprove que nunca falta o que fazer em Pucón.

São dicas para todos os públicos: aventureiros, esportistas, preguiçosos e famintos por natureza. E o mais importante: são dicas para curtir qualquer clima em Pucón, que provam que a cidade merece mesmo estar aqui na lista de melhores destinos de mochilão na América do Sul.

Então, esteja frio, calor, chuvoso ou com a cidade coberta de neve, veja as atrações, pontos turísticos de Pucón e outras coisas pra fazer na capital chilena da aventura, na seguinte ordem:

Inverno em Pucón 
Verão, outono e primavera em Pucón 
Dicas de Pucón para o ano inteiro 

 

O que fazer em Pucón  no inverno 

A neve começa a cair na região de Pucón em meados de junho, e a alta temporada de inverno vai de julho a setembro (detalhes aqui). Além de esportes de neve tradicionais, tem outras formas de aproveitar o frio da melhor forma em Pucón.

 

10. Esquiar na encosta do Vulcão Villarrica

vulcao villarica pucon chile

A temporada de neve no Chile começa oficialmente em julho e vai até o final de setembro. É nessa época que o vulcão Villarrica tem a sua encosta coberta por neve e recebe milhares de turistas, entre esquiadores amadores e profissionais.  A estação de esqui de Pucón fica a menos de uma hora do centro da cidade. Para chegar lá, compre um transfer nos hotéis e agências de turismo ou alugue um carro, de preferência com motor acima de 1.0, pra não patinar nas ladeiras nevadas. Veja aqui todas as dicas para esquiar em Pucón.

 

9. Um passeio de trenó puxado por cachorros

Sim, no inverno em Pucón dá pra fazer um passeio típico do polo norte: ser puxado na neve por cachorros da raça husky siberiano. O passeio geralmente inclui o trajeto de 4×4 até a região nevada, um percurso em motos de neve e um almoço com bebida quente. A única agência que encontrei que faz esse passeio é  a Elementos, que tem explica tudo nesse site em português.(agora só tem a explicação em espanhol).

 

8. Curtir as águas termais

termas geometricas pucon chile

As piscinas de águas quentes e teoricamente medicinais de Pucón podem ser aproveitadas o ano inteiro, mas sem dúvidas o inverno é a melhor época pra isso. Afinal, nada melhor do que se proteger do frio dentro de uma piscina fumegante. Pucón está cheia de clubes do tipo, mas o lugar que mais vale a pena conhecer são as Termas Geométricas , a cerca de 80 km da cidade. Veja mais informação aqui sobre as Termas Geométricas.

 

O que fazer em Pucón  no verão  (e nos dias de calor)

É no verão que os santiaguinos descem em peso para Pucón. Turistas europeus, argentinos e muitos brasileiros também já descobriram as atrações da região, que tem belos lagos, vulcões, florestas, cachoeiras e outros pontos turísticos que ficam ainda melhores na estação mais quente do ano.

 

7. Escalar o vulcão Villarrica

escalada vulcao villarrica

Não chega a ser uma escalada, na verdade é uma trilha morro acima, que pode ser feita por amadores, desde que acompanhados por guias especializados. Sem dúvidas o passeio mais famoso e concorrido de Pucón no verão. Aliás, é tão concorrido que é melhor você reservar antes com uma agência de turismo. Eu não fiz isso, não encontrei vaga em nenhuma agência e precisei adiar o sonho. Veja hotéis, hostels, pousadas e escolha onde ficar em Pucón.

 

6. Curtir uma praia nos lagos da região

lago caburga pucon

Já começo avisando que as águas são geladas. Mesmo, assim são irresistíveis. Eu nadei no lago Villarrica e no lago Caburga. Ambos tem praias similares: areia grosa e escura, mais parecida com pedra moída. Na praia de Pucón, vi muitos turistas brasileiros e europeus. Na praia de Caburgua, predomina o público chileno, que acampa na região e faz farofa a festa na praia. Veja também as 7 melhores praias do Chile.

 

5. Praticar esportes aquáticos

esportes nauticos pucon

Amadores e profissionais dos esportes náuticos vão ao delírio em Pucón. Aluguei um caiaque na praia do lago Villarrica por 2.000 pesos e remei até não aguentar mais. Nos lagos também vi praticantes de vela, esqui aquático e do bom e velho pedalinho. Nos rios de corredeiras da região, o negócio é fazer rafting. Não chega a ser um esporte, mas faça também o passeio de barco que parte do píer do lago Villarrica, de preferência no pôr do sol.

 

4. Fazer trilhas

salto el leon pucon

Pucón é rodeada de florestas, lagos, montanhas, vulcões, lagos e rios. Ou seja, o cenário perfeito para caminhar, caminhar e caminhar um pouco mais. As trilhas dessa província de Araucanía são famosas no Chile e recompensadoras: paisagens como cachoeiras e mirantes estão quase sempre pelo caminho nas trilhas de Pucón. Na foto, um pouco do Salto El Leon, que não dá pra enquadrar por inteiro, mas sem dúvidas é uma das mais bonitas cachoeiras e um ponto turístico imperdível no verão em Araucanía.

 

O que fazer em Pucón em qualquer dia do ano

Nem só de neve ou sol vive o turismo em Pucón. A cidade tem atrações que podem (e merecem) ser visitadas ou aproveitadas em qualquer época do ano, especialmente a gastronomia chilena e outros atrativos nas proximidades de Pucón.

3. Comer a melhor carne do Chile

parrilla chilena pucon

Sem conseguir escalar o vulcão, minha maior aventura foi pelos restaurantes de Pucón. Comi peixes, sorvetes, chocolates artesanais e muita carne: linguiças, lomos e costelas, principalmente, sempre macias, suculentas e ao ponto. Meus restaurantes preferidos foram o Trawen e o Cuatro Rios, de Parrilla Chilena. Pra comer bem e barato, vá de massa na Pizza Cala. Veja aqui mais comidas típicas do Chile.

2. Explorar as cidades vizinhas

restaurantes pucon

Alugar um carro e dirigir pelos arredores de Pucón foi a melhor coisa que eu fiz na cidade. No Uno Mille vi que Villarrica é uma cidade legal, mas que não chega aos pés de Pucón como destino turístico. Fui em Caburgua e provei as melhores empanadas que já comi no Chile. Vi a imponência de outro vulcão, o Sullipulli. E conheci a pitoresca cidade de  Curarrehue, cujo nome desafio você a falar sem errar. Não tive tempo de ir em Valdívia, mas é outra boa opção, principalmente se você gosta de frutos do mar. Se não estiver de carro, veja estas dicas de ônibus no Chile.

1. Dar um pulo na Argentina

estrada neve chile

Cruzar a Cordilheira dos Andes nessa região é um dos passeios mais bonitos que se pode fazer de carro na América do Sul. De Pucón ate San Martín de los Andes, do lado argentino, são 184 km, numa viagem que pode ser feita em pouco mais de 3 horas. Também é possível ir de Pucón a Bariloche, numa viagem um pouco mais demorada: 355 km em cerca de 5 horas. É daquelas viagens em que o melhor é mesmo o caminho, repleto de casinhas de madeira, cidades remotas, picos nevados e lugares pitorescos à beira da estrada. Se for nos dias de calor, veja como curtir o verão em Bariloche. Apesar de ser um trajeto possível o ano todo, evite o inverno, principalmente porque nós brasileiros não estamos acostumados a dirigir com neve na estrada.

Veja mais dicas de Pucón

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

8 Comments

  1. Lucas Raphael responder

    Boa tarde amigo. Queria saber se é um bom lugar pra passar a lua de mel. Me caso em setembro de 2019.

    • Nivaldo responder

      Boa tarde, Lucas. O visual lá é perfeito pra romance! Principalmente o passeio de barco no lago Villarrica. Outro passeio tranquilo é curtir as termas. Se forem um casal aventureiro, aí vai ser melhor ainda, porque as principais atividades turísticas da cidade envolvem trilhas, caiaques e escaladas. Inclusive coloquei Pucón no ranking: 7 melhores destinos de Lua de Mel na América do Sul.

      Se quiser outra dica de destino, também recomendo Cartagena e San Andrés, na Colômbia. Acabei de voltar de lá, e achei os dois lugares, principalmente Cartagena, muito românticos e excelentes pra Lua de Mel. Ainda não fiz muitos posts, então se interessar, vá acompanhando por aqui, que em breve vai ter mais conteúdo: https://www.buenasdicas.com/america-do-sul/colombia/

      • Lucas Raphael responder

        Obrigado pela dica. Também gostaria de saber se seria ruim ir no meio de setembro. Fiquei sabendo que ocorre um feriado nacional. Desde já agradeço

        • Nivaldo responder

          Oi Lucas, desculpa a demora pra responder. Se ainda estiver em tempo: é isso aí, nos dias 18 e 19 de setembro o Chile inteiro para pra comemorar as Fiestas Patrias, feriado mais importante do país. Se quiser evitar hotéis lotados e com preços mais altos que o normal, melhor evitar Pucón nessa data. Em 2018, vai ser um feriadão imenso, começando no sábado, 15/9, até quarta, 19/9.

          Fora isso, é uma boa época em Pucón. (entenda aqui quando ir para Pucón, com dicas de clima, temporadas e temperaturas.

  2. Bom dia
    meu nome é Lud entrei em sua pagina de buenas dicas e gostaria de algumas informações sobre Pucon.
    Pretendo ir para Pucon em dezembro, e como o voo ira ate Santiago compensa alugar um carro em santiago para ir ate Pucon, ou ir de Santiago a Pucon de ônibus e alugar um carro em Pucon?
    E quanto os ingressos para os passeios há um deles que pretendo fazer de “escalar” o vulcão vila Vilarrica, e em sua dica você informou para comprarmos os ingressos com antecedência, em qual agencia compro? Poderia dar umas dicas por favor 😁

    • Oi Lud! Obrigado por comentar aqui. Escolheu bem a época, também fui em dezembro e achei melhor do que no inverno. Dias de sol e um friozinho tranquilo à noite.

      Não vale a pena alugar carro em Santiago pra ir a Pucón, sai muito caro. Porque é legal passar no mínimo 4 noites lá, e tem muitos passeios que você vai fazer sem carro, deixando ele encostado enquanto paga diária. E não tem como pegar em Santiago e devolver lá, porque a cidade é minúscula e não tem filial das maiores locadoras. E mesmo se tivesse, a taxa de deslocamento também seria absurda.

      Melhor ir de ônibus mesmo. Eu peguei o ônibus noturno. Saí de Santiago por volta de 21h e cheguei em Pucón 6h. Bom que ainda economizei uma diária de hotel.

      Aí eu cheguei em Pucón, curti dois dias sem carro, andando muito a pé, e depois loquei por lá mesmo. Tem pequenas locadoras na cidade, que alugam principalmente carros mais simples, tipo Uno Mille e carros chineses. Melhor evitar os chineses com motor fraco, porque eles podem atolar e quebrar nas estradas de terra da região.

      Sobre a subida ao vulcão, eu não consegui vaga em nenhuma agência. Fui no finalzinho de dezembro e quando fui marcar o passeio, só tinha mais dois dias em Pucón. No dia seguinte ninguém tinha vaga e no dia depois a previsão era de chuva, o que aconteceu mesmo. Então fiquei sem subir 😞 Então se você tiver pouco tempo como eu, é melhor reservar mesmo. Fiz uma lista com as melhores agências de turismo de Pucón que conheci e me foram indicadas na época: https://www.buenasdicas.com/principais-agencias-de-turismo-em-pucon-2167/

      Qualquer outra dúvida é só perguntar.

  3. Adorei suas dicas sobre Pucon. Vou em dezembro para lá e quero alugar um carro. Onde você alugou o seu?

    • buenasdicas responder

      Obrigado, Carla! A cidade é linda, você vai gostar.

      Como não tem locadoras grandes em Pucón, eu loquei com o José. Haha. Como já vai fazer três anos, não sei se a loja continua no mesmo endereço, na Rua Pedro de Valdivia. Não lembro o número, mas a cidade é minúscula e nas pousadas todos conhecem ele.

      A outra alternativa, na mesma rua é a Pucon Rent Car. Mas lá, pelo menos até 2015, eles só alugavam carros chineses bem fraquinhos, que atolam muito nas estradas de terra. No Jose tem carros bons e baratos.

Comentários